17 de ago de 2016

Edivaldo e Eliziane deveriam brigar era pela reforma da Rua Grande e não para saber quem deve fazer passeata

Os dois candidatos melhor pontuados nas pesquisas de opinião pública para a disputa pela Prefeitura de São Luís - o atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e a deputada federal Eliziane Gama (PPS) - para começar em grande estilo a campanha eleitoral, marcaram caminhadas pela Rua Grande nesta terça-feira (16).

Ela diz que escolheu o local primeiro, por isto ficou surpreendida com a decisão do adversário em ocupar o mesmo espaço, por isto, para evitar um provável confronto de militantes, levou seus simpatizantes para a Praça Deodoro, e ele caminhou, com seus seguidores, pela Rua Grande.

A indagação que fica nesta disputa pela Rua Grande é saber que preocupação os dois candidatos tiveram ao longo dos seus mandatos com esta via, que está com uma promessa de reforma desde 2013, sem que as obras sejam iniciadas, apesar das garantias do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), de que os recursos estão garantidos pelo governo federal, ou seja, poderiam pelo menos estar cobrando sua conclusão.
O que Edivaldo, com sua autoridade de prefeito, fez para que esse projeto se concretizasse? Que cobrança a deputada fez da Câmara Federal para que não houvesse o retardo? O eleitor gostaria de saber.

Ao longo da campanha, outros candidatos vão fazer passeatas por esta via comercial, para, tão longo sejam apurados os votos, deixarem novamente cair no esquecimento. Seria o caso de comerciantes, comerciários e, principalmente, clientes reagirem, pois de quatro em quatro vivem com este desconforto provocado pela ânsia de aparecer mais para o eleitor e nada fazer depois de atendido em seus pedidos votos.

Nenhum comentário: