19 de ago de 2016

Eliziane questiona isenção da TV Difusora para gerar propaganda eleitoral, mas silencia sobre a Rádio Capital

Eliziane suspeita da Difusora, mas acha normal escolha da Rádio Capital
A deputada Eliziane Gama (PPS), em mais um ato que visa a chamar atenção dos eleitores para sua campanha a prefeita de São Luís, ameaça questionar a isenção da TV Difusora (Canal 4) para ser a emissora geradora da propaganda eleitoral, que começa na próxima semana. Qual a suspeita? Certamente por estar arrendada a um grupo político ligado ao PDT, partido do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, com quem ele mede as primeiras posições nas pesquisas de opinião pública.

Estranhamente, no entanto, a deputada não levantou questionamento algum sobre a escolha da emissora de rádio que faz fazer o mesmo serviço, gerando os programas que serão veiculados tanto em AM quanto em FM. Ora, até onde se sabe, a Rádio Capital pertence à família do senador Roberto Rocha (PSB), cujo filho, Roberto Rocha Júnior, é seu vice, logo também poderia estar suspeita de favorecê-la, caso isto se desse também na televisão.

Mas suponhamos que Eliziane tenha fortes evidências para suspeitar da influência dos donos da TV Difusora na geração da propaganda eleitoral, em qual ela seria gerada? A TV Brasil (canal 2), pertencente ao Governo Federal, não tem condições, pois o sinal ainda é analógico; a Difusora (canal 4), como ela já disse, está atrelada ao prefeito; a TV Cidade (canal 6), pertence ao senador Roberto Rocha, logo teria interesse em favorecer o vice de Eliziane, que é filho do ano; a TV São Luís (canal 8), não é geradora; a TV Mirante (canal 10) é da família Sarney, do PMDB, que tem como candidato a prefeito Fábio Câmara; a TV Maranhense (canal 12), de Manoel Ribeiro, também não é geradora, assim como a Guará (canal 23), que são apenas repetidoras. Sobraria, então, a TV UFMA, mas restaria de saber se tem condições de prestar o serviço à Justiça Eleitoral.

Quanto às emissoras de rádio, a política também interfere, com exceção da Educadora e São Luís, pois as demais são de políticos: Difusora (o grupo do prefeito), Mirante (família Sarney), Capital (Roberto Rocha) e Timbira (Governo do Estado).

Fica difícil encontrar isenção nos veículos de comunicação para atender a deputada.

Nenhum comentário: