13 de ago de 2016

Empresários do Maranhão participam de debate com Michel Temer sobre melhorias para Construção Civil

O presidente interino Michel Temer (PMDB) recebeu na última quinta-feira (11) cerca de 800 empresários e trabalhadores da construção civil para uma avaliação do "processo de deterioração da economia brasileira", que, segundo os empresários, “já foi estancado", mas defendem que a construção civil seja utilizada nas medidas de reativação do setor produtivo, com medidas a serem tomadas rapidamente.

O Maranhão foi representado por uma comitiva organizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) e Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-MA), formada por Álvaro e Parmênio Júnior (Construtora Canopus), Fábio Nahuz (Sinduscon e Cristal Engenharia), Jeová Barbosa (Jeová Barbosa Engenharia), Vinícius Mota e João Mota (Viluma Engenharia), Osvaldino Pinho (Ademi-MA e Lastro Engenharia), José Augusto Duailibe (Construtora Escudo), Eugênio Coutinho (Amorim Coutinho), José Orlando Filho (Console Engenharia), Edval Sousa (Santa Cruz Engenharia) e Iran Vidal (Vitral Engenharia).

O encontro representou o apoio da indústria da construção ao governo, a exemplo do que já ocorreu há algumas semanas, quando o presidente interino recebeu centenas de lideranças comerciais e industriais. Os dirigentes da construção manifestaram apoio às agendas que têm sido propostas pela equipe econômica, como limite para os gastos públicos, reforma da previdência e modernização das leis trabalhistas.

De acordo com José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), as sondagens feitas pelo setor indicam que ele não está otimista, mas o pessimismo diminuiu. "É muito claro que as expectativas já mudaram. Nós entendemos que o Brasil é um doente que está na UTI. Porém o quadro estabilizou. Nós precisamos agora reverter esse quadro", avaliou.

Nenhum comentário: