14 de ago de 2016

Morte do escritor Jomar Moraes enlutece a Academia Maranhense de Letras e a intelectualidade maranhense

Uma das maiores expressões da intelectualidade maranhense, o escritor Jomar Moraes, que por muitos anos foi presidente da Academia Maranhense de Letras, autor de vários livros e um dos maiores pesquisadores, faleceu na manhã deste domingo (14), vítima de várias complicações renais, cardíacas e outras.

Ele estava internado no Hospital São Domingos e foi uma das ausências mais sentidas na noite de terça-feira (10) quando a AML comemorou seus 108 anos de existência.

O presidente da Academia, Benedito Buzar, lamentou a morte do confrade e disse que a escolha de um nome a altura do seu nível intelectual vai ser muito criteriosa. Com esta passam a ser duas as vagas abertas na Casa de Antônio Lobo, já que falta ser preenchida também a que pertencia a Evandro Sarney.

Nenhum comentário: