31 de ago de 2016

Wellington do Curso é o mais beneficiado pela pesquisa Ibope, pois aparece em 2º lugar, encostando em Edivaldo

Em todas as eleições, dezenas de pesquisas são publicadas com bastante antecedência do início da propaganda autorizada pela Justiça Eleitoral. Umas são para medir as reais intenções dos eleitores; outras para direcionar os votos. Apesar da credibilidade que os institutos locais possam merecer, é a partir dos números de Ibope, Datafolha e outras empresas de prestígio nacional que a campanha começa a pegar fogo e a mudança de temperatura foi sentida nesta quarta-feira com a divulgação da primeira avaliação do Ibope, contratada pelo Sistema Mirante, pois muda radicalmente o que vinha sendo dito até então.

O prefeito Edivaldo Holanda (PDT) ainda tenha razões para comemorar, pois aparece em primeiro lugar (29%), mas a deputada federal Eliziane Gama (PPS) deve ter começado o dia em agonia, com seus 16%, pois ultrapassada, nesta pesquisa, pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP), que tem 20%, corre risco de não ir ao segundo turno, justamente ela que até o primeiro semestre exibia números que poderiam garantir sua vitória até mesmo no primeiro turno.

Três candidatos – Eduardo Braide (PMN), Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PMB) – aparecem com 5%, Cláudia Durans (PSTU) tem 2%, Zeluis Lago (PSL) 1% e Valdeney Barros (PSol) não pontuou.

Não bastasse a dianteira dos adversários, Eliziane pode estar surpreendida com seu índice de rejeitada, que já beira os 30%. Edivaldo, a exemplo do que disseram outros institutos, ainda é o líder da rejeição, com 37%, enquanto ela aparece com 27%, 16 pontos a mais de Wellington, que é rejeitado por apenas 11%. Até mesmo os candidatos considerados nanicos são mais rejeitados que o deputado estadual: Fábio Câmara, 17%; Rose Sales, 16%, Zeluis Lago, 16%; Cláudia Durans, 13%; Eduardo Braide, 12% 3 Valdeney Barros, 12%. Uma mudança de cenário que pode ser decisiva para definir os rumos da campanha daqui para frente.

Nenhum comentário: