5 de set de 2016

Instituto Histórico promove debate acerca das duas teses sobre o aniversário de São Luís: São 400 ou 404 anos?

O Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM) realiza nesta terça-feira (06), a partir das 14h, em sua sede, na Rua de Santa Rita (Centro), um debate sobre a fundação de São Luís com o objetivo de responder a seguinte questão: a cidade completa dia 08 deste mês 404 anos ou completou dia 09 de janeiro 400 anos?

A dúvida é antiga, porém ganhou mais relevância depois que a professora e historiadora Lourdinha Lacroaux escreveu um livro no qual questiona ter sido o francês Daniel de La Touche (imagem ao lado de sua estátua em frente à Prefeitura Municipal), que aqui aportou em setembro de 1612 para executar o projeto da França Equinocial, o fundador, pois, segundo ela, este, na verdade, seria Jerônimo de Albuquerque, que dia 09 de janeiro de 1616 recebeu autorização do rei espanhol Felipe II (Portugal estava sob domínio da Espanha) a fundar a cidade, após a expulsão dos invasores.

De acordo com a professora, os franceses mal construíram umas palhoças e nem mesmo a Carta de Leis Gerais, que alguns pesquisadores apontam como primeiro texto constitucional das américas, serve de argumento para dar a eles essa autoria.

"É um texto sobre comportamento. Um documento que visa mais a aproximação dos indígenas do que o ordenamento da cidade", diz ela.


Caso a tese da professora seja a mais próxima da realidade há de se fazer um reparo, pois neste caso o herói é menos reverenciado do que o vencido.

Para esta debate, foram convidados Paulo de Albuquerque Maranhão (9º neto de Jerônimo de Albuquerque), Ana Luzia Ferro, Antônio Noberto, Francarlos Diniz e Euges Lima, presidente do IHGM, que espera reunir um bom número de estudiosos para, mais uma vez, se tentar passar essa história a limpo.

Ainda como parte da programação, será inaugurado o acervo do professor José Caldeira.

Nenhum comentário: