28 de out de 2016

Em nota, a Assembleia Legislativa diz que falsa denúncia contra Eduardo Braide extrapola os limites da ética

Eduardo Braide foi vítima de calúncia de alguns blogueiros
Em nota divulgada nesta quinta-feira (27), a Diretoria de Comunicação Social da Assembleia Legislativa, ao desmentir a notícia de que o deputado Eduardo Braide (PMN), candidato a prefeito de Luís, recebeu salário sem frequentar a Casa, disse que "a falsa informação veiculada em blog faz parte da luta política que se trava, às vezes sem limites éticos, no decorrer da presente campanha eleitoral".

De acordo com a assessoriua da Assembleia, o extrato da folha de pagamento em que constava o nome do parlamentar foi suspensa justamente porque havia esta falha.

Eis a íntegra da nota:

A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão esclarece que é falsa a informação que o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) recebeu vencimentos do mês de outubro, apesar de estar licenciado no período. A falsa informação veiculada em blog faz parte da luta política que se trava, às vezes sem limites éticos, no decorrer da presente campanha eleitoral.

O deputado Braide tirou licença do dia 17 de agosto a 02 de Outubro e de 05 de Outubro a 30/10. Portanto, recebeu proventos equivalentes a dois dias do mês de outubro, período que não estava de licença.

O extrato da folha da Assembleia Legislativa, referente ao mês de Outubro de 2016, exibido pelo Blog, não chegou a ser autorizado para pagamento, exatamente porque, de forma equivocada, constava o nome do deputado Eduardo Braide. Refeita, a folha foi paga apenas com os dois dias acima mencionados, conforme comprovante em anexo.

Todas as informações que, precipitadamente, foram divulgadas por interesses alheios à boa informação e à ética jornalística, devem ser prontamente reparadas para a correta informação dos leitores e eleitores.

São Luís, 27 de outubro de 2016

Carlos Alberto Ferreira
Diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão

Nenhum comentário: