27 de out de 2016

Revista Maranhão Hoje mostra os impactos que podem ser sofridos pelo Maranhão se a vaquejada for proibida

A revista Maranhão Hoje, que está bancas, traz como principal destaque uma reportagem sobre os impactos que a proibição da vaquejada podem trazer para a economia do estado, com a desativação de parques, não realização de shows artísticos, movimentação no turismo de negócios e até mesmo a seleção de cavalos para essas competições. A revista ouviu o presidente da Associação dos Vaqueiros, Roelson Holanda, o criador Ricardo Vieira, da Agromaratá, e outros envolvidos.

A polêmica se criou depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional uma lei do Estado do Ceará que considerava a vaquejada evento esportivo e cultural. Por conta dos riscos dessa proibição se estender para todos estados, vaqueiros, criadores e organizadores dessas competições fizeram uma grande mobilização na Assembleia Legislativa, onde receberam apoio de diversos parlamentares.

A revista traz ainda um balanço da eleição de 02 de outubro, mostrando que, apesar de o Governo do Estado cantar vitória, as urnas mandaram um recado ao Palácio dos Leões, pois candidatos apoiados pelo governador Flávio Dino (PCdoB) foram derrotados nos mais importantes colégios eleitorais.

Nenhum comentário: