15 de nov de 2016

Alteração no projeto da estrada do Araçagi inviabiliza implantação de corredores para transporte pelo BRT

O Governo do Estado decidiu corrigir uma falha na rodovia MA-203, mais conhecida como Estrada do Araçagi, mas está criando outro problema, pois os canteiros que estavam reservados para instalação de pistas exclusivas para o BRT foram estreitadas demais e não será possível criar esse tipo de corredor. O deputado Max Barros, que era secretário de Infraestrutura quando o projeto começou a ser executado, reconhece que, como foi deixada, a avenida era inviável, já que as pistas laterais ficaram muito estreitas, cabendo apenas dois automóveis, porém o estreitamento do canteiro inviabiliza o projeto original. Max não era mais secretário quando as obras foram executadas.

Executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), a obra inclui a construção de um viaduto no cruzamento entre as Estradas do Araçagi e da Maioba, além de duplicação da pista por uma extensão de três quilômetros, com calçada, sarjeta, meio-fio e ciclovia. 

A iluminação já foi instalada na ciclovia da estrada e em uma extensão de 1,8 km do canteiro central. Pela MA-203 circulam diariamente milhares de pessoas, em um dos mais importantes pontos de ligação entre os quatro municípios da Ilha e principal acesso para a cidade de Raposa. Além de duplicar um trecho de três quilômetros entre o acesso para a Praia do Araçagi e a MA-204, que já está pavimentado, a Sinfra também asfaltou uma extensão de 100 metros das ruas que conectam os bairros da região à MA-203. No total, são 7 km de asfalto novo. O valor investido nessa obra é de quase R$ 30 milhões.

O projeto foi readequado na retomada da obra, em 2015, o que permitiu a redução do canteiro central, com mais espaço para a criação das faixas de rolamento nesta parte da rodovia. Vale destacar que o BRT seria para transporte de massa, facilitando o acesso de quem mora no interior da Ilha chegar a São Luís em menos tempo e mais conforto.

Nenhum comentário: