29 de nov de 2016

Conselho Monetário cria nova avaliação para definir estados que podem contratar empréstimos bancários

GIRO ECONÔMICO

Um dia depois o Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizar o Distrito Federal e 16 estados, dentre eles o Maranhão, a pegarem R$ 7 bilhões emprestados no sistema financeiro, a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, informou que o órgão elabora um novo método para avaliar a capacidade de pagamento das unidades da Federação. Segundo ela, é necessário modernizar a metodologia elaborada em 2012 que é alvo de vários questionamentos. 

De acordo com a secretária, a metodologia irá a consulta pública em dezembro. A nova classificação deve servir de base, a partir de meados do próximo ano, para o Tesouro Nacional autorizar financiamentos estaduais para investimentos, como obras públicas. 

Atualmente, o Tesouro Nacional só autoriza operações de crédito a estados com nota B ou A, considerados de menor risco de calote. São eles: Amazonas, Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Rondônia, Roraima e Tocantins têm nota B. Nenhum estado é classificado com nota A. 

Saúde  - O Serviço Social da Indústria (Sesi) promove, dia 07 de dezembro, o Workshop Sesi em Saúde e Segurança no Trabalho, com o tema "Os desafios para as empresas na era do eSocial", voltado para apresentar soluções e estratégias em saúde e segurança no trabalho (SST) e expor os desafios da gestão estratégica em SST em tempos de eSocial. O evento será na Casa da Indústria, sede da Federação das Indústrias, na Cohama. As inscrições podem ser feitas no site www.fiema.org.br ou pelo telefone (98) 2109-1848. 

Carta - Em carta aos empresários, distribuída neste fim de semana, Felipe Mussalém, que encabeça a chapa Tradição com Inovação, apresenta suas credenciais para ser o futuro presidente da Associação Comercial do Maranhão. Ele diz que tem um histórico de articulação e representação de uma categoria, o que se fortaleceu com sua atuação como presidente da Associação dos Jovens Empresários (Aje-MA) e diretor da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje). A eleição será no próximo dia 07. 

Lusitana - O anúncio do Banco do Brasil sobre a desativação de cinco agências em São Luís não agradou a D.S. Borges, que administra os imóveis que eram ocupados pelas lojas da extinta rede supermercadista Lusitana, pois pelo menos duas estão em prédios da empresa: as dos bairro do Anil e da Alemanha. 











Na reunião de quinta-feira (24) com integrantes e apoiadores da chapa Atitude em Movimento, Vicente Araújo com Claudia Cabral e os anfitriões Guga Fernandes e Pires de Castro (D)



Habitação - Os mutuários que comprarem imóveis novos e usados com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ganharam um incentivo. O Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou o valor máximo dos empreendimentos que podem ser financiadas pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), que cobra juros menores que os demais financiamentos de mercado. Com a mudança, o teto de financiamento subiu de R$ 650 mil para R$ 800 mil na maior parte do país, inclusive no Maranhão. 

Alimentos  - A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) vai lançar dia 12 de dezembro edital de licitação para contratar empresa que realizará as obras de construção do primeiro Banco de Alimentos do Maranhão, que vai funcionar na Central de Abastecimento (Ceasa), no bairro do Cohafuma, em São Luís, onde será feita coleta, seleção e limpeza dos produtos doados por empresas supermercadistas, atacadistas, industriais etc e que serão distribuídos a famílias em situação social e econômica vulnerável.

Nenhum comentário: