5 de nov de 2016

Ex-deputados maranhenses torraram R$ 1,3 milhão na farra das passagens aéreas, segundo Ministério Público

Pinto Itamaraty foi o que mais usou passagens custeadas pela Câmara Federal
Os 13 ex-deputados maranhenses que estão sendo investigados pelo uso indevido de passagens aéreas, dadas a terceiros, teriam causado um gasto acima de R$ 1,3 milhão com o pagamento dessas viagens. O governador Flávio Dino (PCdoB), que foi deputado entre 2007 e 2010,  e o seu vice, Carlos Brandão (PSDB), que exerceu duas legislaturas, também estão nessa lista.

O governador, porque tem foro privilegiado, somente o Superior Tribunal de Justiça (STJ) pode revelar quantas passagens teria usado e quanto elas teriam custado. Flávio Dino nega uso indevido dessas passagens, afirmando que todas foram para uso de atividade parlamentar, conforme as regras para suas emissões.

Pelos números do Ministério Público Federal, José Eleonildo Soares, o Pinto Itamaraty (PSDB), que está no exercício de senador por causa da licença do titular, Roberto Rocha (PSB), aparece em terceiro lugar na ranking nacional entre os que mais tiraram passagens. Foram 388 ao custo de R$ 183,6 mil, mas em termos de valores ele perde para Sétimo Waquin (R$ 195,2 mil). Já o prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho (PMDB), foi o que menos gastou: apenas quatro passagens ao custo de R$ 2.060,28.

Veja a lista dos denunciados pelo Ministério Público e quanto cada um gastou:


Ex-deputado
Passagens
Custo em R$
José Eleonildo Soares (Pinto Itamaraty)
388
183.619,61
Sétimo Waquim
355
195.206,29
José de Ribamar Costa Alves
266
150.436,84
Clóvis Antônio Chaves Fecury
221
158.006,27
Sebastião Torres Madeira
215
132.753,46
Domingos Francisco Dutra Filho
184
94.811,22
Julião Amin Castro
161
104.554,57
Carlos Orleans Brandão
125
85.120,73
Pedro Novais Lima
121
80.707,67
Gastão Dias Vieira
82
54.970,78
Antônio da Conceição Costa Ferreira
69
43.654,33
Remi Trinta
24
16.717,98
Albérico de França Ferreira Filho
04
2.060,28
Total
2.238
1.302.588,93



Nenhum comentário: