11 de nov de 2016

No Maranhão, empresários, servidores públicos e falecidos estão recebendo benefício do Bolsa Família

Todos os anos de eleição presidencial, desde 2006, os eleitores são bombardeados com ameaças propagadas nas redes sociais, programas de rádio etc de que se o adversário do candidato petista vencesse uma das primeiras medidas seria cortar o Bolsa Família.

Com o impeachment de Dilma e a posse de Michel Temer, espalhou-se que isso iria acontecer logo nos primeiros meses, porém o que se percebe é o cancelamento de benefícios que vinham sendo recebidos de forma indevida por pessoas que jamais poderiam estar na lista de beneficiários.

Semana passada, entre bloqueados e cancelados foram mais de 61 mil os benefícios cancelados no Maranhão e agosto o Ministério Público revela que mais de 25 mil beneficiários são empresários, servidores públicos e falecidos, e alguns deles estão na lista dos que fizeram doação de campanha para candidatos na eleição passada.

De acordo com o Raio-X Bolsa Família, que é uma ação nacional coordenada pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF, identificou que dos 1.366.745 benefícios pagos no Maranhão, 25.381 são suspeitos, sendo que a grande maioria (20.978) é de empresários. Ainda de acordo com o MPF, 343 desses beneficiários foram doadores de campanha. Imperatriz é o município que tem o maior número de suspeitos, 3,24% dos beneficiários do estado (veja quadros).

Nenhum comentário: