11 de nov de 2016

Publicitário maranhense Saulo Mohana fala de suas impressões sobre a eleição nos EUA, onde agora reside

O publicitário maranhense Saulo Mohana, filho de José Antônio e Vera Mohana, em contato com o blog, narra as experiências vividas em sua primeira eleição nos Estados Unidos, onde reside desde 2015 na cidade de Nova York. Segundo ele, assim como para boa parte do mundo, a eleição de Donald Trump o pegou de surpresa, pois no seu círculo de convivência não identificava ninguém que tivesse opção pelo candidato republicano.

Ele diz que a surpresa foi tão grande que no dia seguinte os funcionários da agência de propaganda em que trabalha procuraram a direção da empresa para saber se haveria mudanças de rumo, mas até agora tudo continua como antes. “Pareceu que, no primeiro dia após a eleição de Trump, estávamos todos de luto”.

Saulo Mohana disse que a principal diferença que percebeu entre o processo eleitoral norte-americano e o brasileiro é que lá, mesmo o voto não sendo obrigatório, com o aproximar do dia da eleição as pessoas começam a debater mais o tema e vão formando suas convicções sobre se vale a pena ou não ir às urnas.

Nesta eleição, que foi a primeira vivida desde que passou a residir em solo norte-americano, ele disse ter percebido que a grande maioria do eleitorado de Donald Trump tinham convicção do voto, ou seja, seus eleitores concordavam com sua pregação, de uma América forte, com mais controle dos ilegais, recuperação da economia e do emprego, não negociação com países que patrocinam o terrorismo etc. Já boa parte do eleitorado de Hillary Clinton não demonstrava essa mesma convicção, votava do Partido Democrata não pela sua candidata, mas contra o candidato do Partido Republicano, isto é, sem opção, para não deixá-lo chegar à Casa Branca, votava na ex-primeira-dama.

Nenhum comentário: