1 de dez de 2016

Natalino Salgado lança, na Academia de Letras, livro sobre os 59 anos da Faculdade de Medicina do Maranhão

Depois do sucesso do livro de pesquisas, Tarquínio Lopes Filho – médico, político, jornalista, administrador que virou mito, o imortal Natalino Salgado Filho (foto) autografa, nesta quinta-feira à noite, na Academia Maranhense de Letras, uma nova obra: "Faculdade de Medicina do Maranhão, uma história de 59 anos", e apresenta também o livro "Os meus dias de cadeia", de Adelman Correa, que ele prefaciou.

Mais conhecido por sua militância em vários seguimentos da vida profissional, em São Luís, e em alguns municípios do Maranhão, há cerca de quase cinco décadas, Natalino Salgado é conhecido e reconhecido como médico, professores, diretor do Hospital Universitário e reitor da Universidade Federal do Maranhão.

A obra sobre a Faculdade de Medicina é resultado de vários anos de pesquisa, na qual fala desde o surgimento até os dias atuais, quando o próprio Natalino Salgado possibilitou levar a graduação para os municípios de Imperatriz e Pinheiro.

Já o livro Meus dias de cadeia é um resgate da obra de Adelman Correa, livro este que foi publicado em 1923 e conta uma parte da história do Maranhão. Nesta nova edição, a obra está ampliada parte documental, revisada e como iconografias, todo este aparato preparado por Natalino Salgado Filho.

Nenhum comentário: