1 de dez. de 2016

Natalino Salgado lança, na Academia de Letras, livro sobre os 59 anos da Faculdade de Medicina do Maranhão

Depois do sucesso do livro de pesquisas, Tarquínio Lopes Filho – médico, político, jornalista, administrador que virou mito, o imortal Natalino Salgado Filho (foto) autografa, nesta quinta-feira à noite, na Academia Maranhense de Letras, uma nova obra: "Faculdade de Medicina do Maranhão, uma história de 59 anos", e apresenta também o livro "Os meus dias de cadeia", de Adelman Correa, que ele prefaciou.

Mais conhecido por sua militância em vários seguimentos da vida profissional, em São Luís, e em alguns municípios do Maranhão, há cerca de quase cinco décadas, Natalino Salgado é conhecido e reconhecido como médico, professores, diretor do Hospital Universitário e reitor da Universidade Federal do Maranhão.

A obra sobre a Faculdade de Medicina é resultado de vários anos de pesquisa, na qual fala desde o surgimento até os dias atuais, quando o próprio Natalino Salgado possibilitou levar a graduação para os municípios de Imperatriz e Pinheiro.

Já o livro Meus dias de cadeia é um resgate da obra de Adelman Correa, livro este que foi publicado em 1923 e conta uma parte da história do Maranhão. Nesta nova edição, a obra está ampliada parte documental, revisada e como iconografias, todo este aparato preparado por Natalino Salgado Filho.

Nenhum comentário: