31 de dez de 2016

Construção Civil foi o setor que mais demitiu no Maranhão em novembro, segundo números divulgados pelo Caged

Resultado de imagem para operário da construção.ebcO Maranhão fechou, no mês de novembro, 1.748 postos de trabalhos, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Demitidos (Caged) divulgadosquinta-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência (MTE). De acordo com os dados, no mês passado foram admitidas no estado 11.572 pessoas, porém houve desligamento de 13.320.

Com este resultado, o saldo de pessoas que perderam emprego com carteira assinada, de janeiro a novembro deste ano, chegou a 13.531, resultado de 142.358 admissões e 155.889 demissões. No acumulado dos 12 meses, isto é, de dezembro de 2015 a novembro deste ano, o número salta para 21.169, pois neste período foram 152.262 contratações contra 173.431 demissões. 

Mais uma vez o setor de Construção Civil aparece como o maior índice de fechamento de empregos, enquanto comércio e agropecuária foram os que apareceram com saldo positivo, conforme os números abaixo:

· Extrativa Mineral:-16
· Indústria de Transformação: -323
· Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP): -112
· Construção Civil: -1.430
· Comércio: 646
· Serviços: -610
· Administração Pública: -66
· Agropecuária: 163 

O saldo positivo no comércio explica-se pelas contratações temporárias feitas nesta época do ano a fim de suportar a movimentação por conta das vendas de Natal e Ano Novo, enquanto na agropecuária devido às contratações para colheita de milho e plantios de arroz e soja, além de outros grãos.

(A reportagem completa está no site www.maranhaohoje.com.br

Nenhum comentário: