17 de dez de 2016

Produtos agrícolas receberão abono extra no mês de dezembro por estarem com preço abaixo do mínimo

GIRO ECONÔMICO

Treze produtos agrícolas contarão, este mês, com bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF), por terem registrado preços de mercado inferiores ao de garantia no mês de novembro, em vários estados. A política de apoio à comercialização de pequenos produtores de todo o país é operacionalizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). 

Os produtos e respectivos estados que receberão o bônus são: açaí no Pará (1,41%); amêndoa do babaçu no Pará (59,58%) e em Tocantins (57,49%), Ceará (68,64%), Maranhão (51,92%) e Piauí (22,65%); borracha natural na Bahia (5%) e em São Paulo (4%); amêndoa de cacau no Amazonas (9,16%); cará/inhame no Amazonas AM (58,93%); leite no Pará (5%); manga na Bahia (50%); maracujá em Sergipe (0,88%); raiz de mandioca em Minas Gerais (1,04%); sorgo no Piauí (11,11%); tomate em Sergipe (10,47%); trigo em Goiás (14,92%), Mato Grosso do Sul (41,21%), São Paulo (4,64%), Paraná (21,07%), Rio Grande do Sul (28,65%) e Santa Catarina (13,83%); e triticale em Santa Catarina (16,60%).

Os bônus têm validade entre 10 de dezembro a 9 de janeiro. Os percentuais foram publicados na Portaria Nº 483, publicada em 9 de dezembro no Diário Oficial da União (DOU).

Camarão - Proibidas por ação do Ministério Público, no governo de José Reinaldo Tavares, que atraiu diversos empreendedores para investir no estado, a criação em cativeiro de camarão volta a ser debatida. Em visita à Bomar, no Ceará, o secretário de Agricultura, Márcio Honaiser, foi informado de que a empresa planeja investir no Maranhão. A Bomar trabalha com cultivo e comércio do camarão marinho e iniciou sua produção em meados de 2006. Hoje, possui quatro fazendas que produzem 3 mil toneladas ao ano.

Ambiental - O ministro de Meio Ambiental, Sarney Filho, e o diretor do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW) no Brasil, Carsten Sandhop, assinaram convênio pelo qual o KfW repassou 10 milhões de euros para serem investidos no projeto do Cadastro Ambiental Rural (CAR). O recurso foi repassada a Caixa Econômica Federal, que ficou com a responsabilidade de fazer cumprir as exigências de contrapartida da Alemanha. O valor é uma suplementação a outros 23 milhões de euros que já haviam sido repassados.

Vale - A Vale concluiu a venda de sua participação restante de 13,63% na Mineração Paragominas S.A. para Norsk Hydro ASA. A transação totalizou US$ 113 milhões e está relacionada à venda dos ativos de alumínio da Vale anunciada em 28 de fevereiro de 2011. 






Na confraternização de fim de ano da Associação Comercial do Maranhão nesta quinta-feira (15), na Panette Recepções, o novo presidente da entidade, Felipe Mussalém, com diretoras da entidade

Posse - A troca de comando na Associação Comercial, em caráter formal, está marcada para a primeira quarta-feira de janeiro, dia 04, quando Luzia Rezende passa o cargo a Felipe Mussalém. Uma solenidade festiva, no entanto, está marcada para dia 1º de fevereiro, oportunidade em que a nova diretoria será apresentada, oportunidade em que o novo presidente também fará a apresentação do projeto que pretende desenvolver em parceria com outras entidades e o poder público em favor do desenvolvimento do Maranhão.

Aniversário - Ao comemorar seus oito anos de operação, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras apresentou nesta quinta-feira (15) alguns números desses 2.923 dias de prestação de serviço à população. Foram 150 milhões de clientes transportados e 1,5 milhão de decolagens, entre voos nacionais e internacionais. Como destaques estão os voos para Lisboa com os jatos A330 (que também operam frequências para os Estados Unidos) e o início da oferta de voos com as aeronaves A320neo. A Azul opera em mais de 100 cidades.

Nenhum comentário: