28 de dez de 2016

Mais sete cidades do Maranhão passam a contar, a partir desta sexta-feira, com tecnologia 4G da operadora Oi

GIRO ECONÔMICO

A partir desta sexta-feira (30), a cobertura 4G da Oi chega a mais 151 municípios do Brasil e no Maranhão, sete cidades recebem a tecnologia, aumentando para nove municípios cobertos no estado. De acordo com a operadora, de janeiro a setembro foram investidos no estado R$ 44 milhões para expansão e modernização da rede como uma das estratégias de seu plano de transformação operacional que visa a qualidade do serviço oferecido aos clientes em todas as regiões. 

Em todo o país, a Oi investiu mais de R$ 3,4 bilhões no período de janeiro a setembro desse ano, o que representa um crescimento anual de mais de 14%. Os investimentos estão concentrados em iniciativas de incentivo ao uso das redes 3G e 4G, nas ações estruturantes no core da rede móvel e na infraestrutura de transmissão e transporte.

No Maranhão, a Oi passa a oferecer o 4G nas cidades de Açailândia, Bacabal, Caxias, Codó, Paco do Lumiar, São José de Ribamar e Timon. São Luís e Imperatriz já possuíam a tecnologia.

Fies - Os estudantes que ainda não concluíram a renovação do contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem ficar atentos, pois o prazo final termina nesta sexta-feira (30). Outro prazo que também se encerra essa semana, quinta-feira, 29, é para que os agentes financeiros - Banco do Brasil e Caixa Econômica - recebam os Documentos de Regularidade de Matrícula (DRMs) emitidos a partir do dia 25 de novembro e que estejam com o prazo de comparecimento ao banco expirado.

Shopping - Em 2016, 19 shopping centers foram abertos no país, mas o setor registrou fechamento de 18,1 mil lojas no período e uma queda de 3,20% nas vendas em relação ao ano anterior, segundo dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). O número de lojas em funcionamento em shoppings no Brasil totalizou 121.638, uma queda de 12,9% em comparação a 2015, quando havia 139.738. Também houve redução de empregos, que este ano somaram 1.253.141, 36.659 a menos que 2015.

Ponte - Quem planeja viajar de automóveis nas férias deve ficar atento, pois entrar e sair de São Luís vai ficar mais complicado com o início dos serviços de recuperação a Ponte Marcelino Machado sobre o Estreito dos Mosquitos, ou seja, trânsito mais lento com o uso de apenas uma das pontes.



Na diplomação dos participantes do Jovem Aprendiz, o diretor regional do Senai, Marco Moura, com Tereza Cavalca (Recursos Humanos da Alumar), Scheherazade Bastos (coordenadora de Tecnologia, Inovação e Educação Profissional do Senai) e Nadia Escorteganha (gerente do SENAI CEPT-DI)


Barracas I - Quem quiser passar a noite de 31 de dezembro em um dos bares da Avenida Litorânea que chegue cedo, caso pretenda ocupar uma mesa, pois os comerciantes não poderão criar área reservada. O Ministério Público proibiu essa prática de estender o espaço da barraca para a faixa de areia e cobrar entrada, ou seja, o assento será de quem chegar primeiro, e isto significa dizer que não haverá investimento com contratação de shows, DJs, decoração e outros custos que eram compensados com a venda de espaços.

Barracas II - A decisão do Ministério Público de proibir expansão dos espaços de barracas da Litorânea deixa de sobreaviso proprietários de três bares situados na Lagoa da Jansen que tiveram seus projetos originais alterados e a expansão praticamente eliminou os passeios públicos. O crescimento foi tanto que duas casas foram transformadas em uma e em outra o que era local de passagem de pedestre está ocupado por mesas, ou seja, se não pode expansão temporária para uns, certamente não pode permanente para outros.

Nenhum comentário: