12 de jan de 2017

Conab garante preço mínimo ao babaçu pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar

GIRO ECONÔMICO

Em janeiro, 13 produtos terão direito ao bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) para abatimento em financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura familiar (Pronaf), conforme portaria da Secretaria Especial de Agricultura familiar e do Desenvolvimento Agrário, publicada terça-feira (10). 

A portaria indica os produtos que, em dezembro, tiveram preço de mercado abaixo do mínimo algumas regiões do país e, por isso, têm direito ao bônus. São eles: açaí (fruto), babaçu (amêndoa), batata, borracha natural (heveicultura), cacau (amêndoa), cara/inhame, cebola, leite, manga, raiz de mandioca, sorgo, trigo e triticale. A cultura com o maior bônus este mês é o babaçu amêndoa, com 68%, para o Ceará.

Os preços de mercado referem-se ao mês de dezembro de 2016. O período de validade do bônus é de 10 de janeiro a 9 de fevereiro de 2017. O desconto é calculado mensalmente a partir de levantamento, nas principais praças de comercialização, dos produtos da agricultura familiar que integram a PGPAF.

Gratuidade - Na comemoração dos seus 71 anos no Maranhão, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) anunciou nesta terça-feira (11) a abertura de 11.014 vagas para cursos gratuitos nas áreas de Gestão, Comércio, Beleza, Informática, Turismo, Hospitalidade e Lazer, Moda, Artes, Saúde e Meio Ambiente. No período de janeiro a março, serão 112 turmas com 2.461 vagas para cursos que serão realizados em São Luís, Imperatriz, Caxias, Bacabal, Santa Inês e Codó.

Agricultura - Na safra 2015/16, a colheita de grãos no Maranhão foi superior em 1 milhão à do Piauí, pois foram 2,4 milhões de toneladas aqui e 1,4 milhão de toneladas lá. Para este ano, porém, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima uma diferença de 600 mil toneladas, isto porque a produção maranhense deve crescer 49,6%, atingindo a marca de 3,7 milhões de toneladas, mas a piauiense também deve crescer, e muito, 113%, devendo atingir a marca de 3,1 milhões de toneladas.

Cancelada - A Vale cancelou a programação voltada para profissionais de imprensa em que serão apresentados os principais projetos que deverá ser desenvolvidos ao longo de 2017. O cancelamento deve-se ao acidente ocorrido no Porto da Ponta da Madeira, que resultou na morte de um operário.








Luís Almeida, do Haras 4 Irmãos, lança nesta quinta-feira a programação Maranhão Horse Season. No registro com a mulher, Valena, e os filhos Luiz Guilherme e David


Educação - O custo por metro quadrado fechou o ano em R$ 1.027,30, segundo o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado nesta quarta-feira (11), sendo que no Maranhão este valor ficou em R$ 970,27, o terceiro mais do caro do Nordeste, atrás do Piauí (R$ 988,26) e da Paraíba (R$ 994,32). O principal responsável a mão de obra, que ficou 10,89% mais cara, enquanto os materiais de construção fecharam 2016 com abaixo dos 3,78%.

Supermercado - Em Imperatriz as empresas supermercadistas de pequeno porte negociam com a Prefeitura Municipal um convênio que permitiria o direcionamento de um tiket alimentação dos servidores municipais para elas, que constituiriam uma cooperativa, a fim de dar base legal para um futuro convênio, mas o secretário municipal de Adminstração, José Antônio Pereira, diz que é preciso se buscar a base legal para esse tipo de convênio, já que todo contrato com empresa deve ser através de licitação.

Nenhum comentário: