26 de jan de 2017

Ex-vereadora Rose Sales ajudou a propagar que São Luis perdeu do título de patrimônio cultural da humanidade

A ex-vereadora Rose Sales foi uma das pessoas que mais se encarregaram de disseminar nas redes sociais a informação de que a Organização das Nações Unidos para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) teria enviado ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), ofício em que desqualifica São Luís como Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade. O blog ligou para a ex-vereadora, mas não recebeu o retorno, nem da ligação nem da mensagem pelo WhatsApp.

A algumas pessoas que receberam dela a postagem, Rose Sales garantiu ter certeza da determinação da Unesco. A informação, porém, foi negada pela subprefeitura do Centro Histórico, pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pelo próprio órgão da Unesco, conforme nota divulga no Portal Guará.

Resultado de imagem para rose salesDe acordo com a nota, agora considerada falsa, a decisão já havia sido adiada por duas vezes, em razão de a prefeitura ter apresentado, em 2014, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde se comprometia em fazer a manutenção e restauração do Centro Histórico da cidade, "porém, na ultima auditoria, feita por técnicos do órgão em dezembro de 2016, a cidade recebeu nota 2.3 e a pontuação mínima seria 6.8. Dessa forma São Luis deixará de receber verbas da UNESCO para manutenção do seu Centro Histórico e não poderá mais ostentar o título de Patrimônio da Humanidade".


Ocorre que a Unesco não repassa verbas para nenhuma cidade patrimônio cultural. Ela apenas certifica. A manutenção é atribuição das prefeituras. Até hoje nunca uma cidade foi descredenciada após receber a titulação.

Nenhum comentário: