30 de jan de 2017

Mais um hotel bate as portas em São Luís: Number One Flat e Residence encerra atividades nesta segunda-feira

O já combalido turismo de São Luís, que atravessa nestes dois últimos anos uma de suas fases mais agudas, porque o Maranhão foi retirado da prateleira nacional e internacional, deu nesta segunda-feira (30) outra prova de sua fragilidade, pois mais um hotel - o Number One - localizado numa das áreas mais privilegiadas da cidade, a praia de Ponta d´Areia, amanheceu de portas fechadas.

O hotel pertencia ultimamente à BHG, que já havia desativado o Bellagio, no mesmo bairro, mas sua fase áurea foi quando ainda integrava a Rede Solare, principalmente depois desta ter se associada à Allia, da qual participam também as redes Plaza e Bristol.

O professor Marcelo Saldanha, que foi um dos principais executivos da Solare, em sua página no Facebook, lamentou o ocorrido.  "Ele (o hotel), por muito tempo, foi o preferido dos altos executivos do Consórcio Alumar e da Vale, sem falar dos turistas mais exigentes, clientes de operadoras como Ambiental Expedições, Nascimento Turismo e Viagens Marsans", comentou.

Saldanha, apesar de reconhecer a falta de incentivo do poder público, criticou também a visão estreita de algumas empresas, ao lembrar que a BHG, quando chegou ao Maranhão em 2014, trouxe uma equipe "auto suficiente", desconsiderando o know how de profissionais da hotelaria local. "Aqui nesta terra, por vezes, parece que o mais competente em Turismo, o mais aplaudido pelo próprio "trade", tem que trabalhar feito cigarra - mais falando (inclusive de si próprio) do que efetivamente fazendo...", criticou.


Um comentário:

Anônimo disse...

Precisamos sim, de mais políticas públicas, mais incentivo aos empresários, pois a crise em São Luís teve início com fechamento da Alumar e queda da VALE, quebrando muitas empresas pela cidade...

O país não está indo bem, e isso é somente o reflexo da crise.

lembro-me do 1º hotel fechado na cidade, Mont Blanc da Acoor e mais recentemente o L'Autenthique Cristal, além do Biarritz.

Salvador, uma cidade 100% turística teve 12 hotéis fechados em um ano... Vamos torcer pra passar logo essa crise que afeta a todos.