4 de jan de 2017

Ministro dos Transportes autoriza nesta quinta-feira duplicação da BR 135 até a cidade de Miranda do Norte

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, autoriza nesta quinta-feira (05) duas ordens de serviço para o início de obras rodoviárias no estado. Em São Luís, será autorizada a duplicação do trecho de 32,1 Km da BR-135, entre o povoado Outeiro e o município Miranda do Norte. Em seguida, em Timon, será assinada a autorização da pavimentação de trecho da rodovia BR-226 e do contorno da cidade na BR-316, totalizando 111,5 Km de asfaltamento.

Para a realização das obras, serão investidos R$ 155 milhões, sendo R$ 66,5 milhões para a duplicação na BR-135 e R$ 88,5 milhões para a pavimentação dos trechos em Timon.

Na ocasião, o ministro fará, também, visitas técnicas às obras da BR-135, no trecho compreendido entre a capital São Luís e o município de Bacabeira, e ao Porto de Itaqui, onde foram investidos R$ 70 milhões para a construção do Berço 108, com o objetivo de atender à demanda crescente de granéis líquidos da região.

Serviço:
  • Assinatura da Ordem de Serviço da Duplicação da Rodovia BR-135/MA – Outeiro a Miranda do Norte
  • Horário: 11 horas
  • Local: Salão de Atos – Palácio dos Leões (São Luís)
  • Assinatura da Ordem de Serviço para Pavimentação das Rodovias BR-226 (Timon – Km100) e BR-136 (Contorno de Timon)
  • Horário: 16 horas 
  • Local: Praça São José, Centro s/n (Timon)


2 comentários:

Wericles Ribeiro Nunes disse...

Deveria duplicar era a ma.006 de balsas a tasso fragoso e alto parnaiba pois a estrada nem acostamento nao tem e e muito estreito os carros passa quase se topando uns com outro.sugestao de marcos eloi de tasso fragoso-ma

Sérgio de Souza Carvalho disse...

Essas ações já deveriam ter sido feitas a muito tempo, pois, as atrocidades com que essas rodovias proporcionam não tem precedentes, além do mais, todos sabemos que a política maranhense vive de conchavos e barganhas pra conseguir a promoção de seus interesses sobre
as mp´s direcionadas à esses problemas.
Só temos a certeza que foi mais uma jogada do governo para mascarar os desmandos.
Agora temos que nos comportar como São Tomé - Só acreditaremos quando isso estiver perante nossos olhos.