12 de fev de 2017

Agência de Transporte Aquaviário divulga nesta quarta-feira, em São Paulo, movimento dos portos em 2016

GIRO DE DOMINGO

Na próxima quarta-feira (15), a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) vai apresentar, na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), os dados sobre o desempenho do Porto do Itaqui no ano passado, no evento em que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) divulgará o Desempenho Aquaviário 2016. Também serão explicados, pelas autoridades dos respectivos estados, as movimentações nos portos de Santos (SP), Paranaguá (PR), Pecém (CE) e Rio de Janeiro (RJ), que farão uma abordagem sobre os aspectos positivos e negativos, ações para melhorar suas operações e as oportunidades de investimento. 

O evento contará com as presenças do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, e do presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Após a divulgação das informações, os diretores da Agência, Adalberto Tokarski (diretor-geral), Fernando Fonseca e Mário Povia comentarão as estatísticas e concederão uma entrevista coletiva à imprensa.

Construção - Dados da Fundação Getúlio Vargas divulgados sexta-feira (10) apontam que a construção civil demitiu 1,08 milhão de trabalhadores desde outubro de 2014, quando iniciou o declínio do número de empregados. Segundo o estudo, há 27 meses havia 3,57 milhões de trabalhadores na construção. Em dezembro de 2016, o total caiu para 2,489 milhões, a 27ª queda consecutiva. No Maranhão, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram 39.046 demissões somente ano passado

Imposto - O folião nem se dá conta, mas quando toma uma cerveja ou uma caipirinha, a maior parte do valor da bebida vai para o governo, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), que fez levantamento sobre a tributação dos produtos mais consumidos no carnaval. O imposto incidente sobre caipirinha é de 76,66%; chope, 62,2%; e lata ou garrafa de cerveja, 55,6%. Os percentuais estão ligados ao princípio da seletividade. Quanto menos essencial mais tributado ele será.

Repasse - O Governo do Estado deve repassar ainda esta semana ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) as três parcelas em atraso do Mais Produção para que o órgão possa pagar os técnicos que fazem trabalho de campo, orientando produtores rurais.








Na inauguração da unidade do Senai em Açailândia, o presidente da Fiema, Edilson Baldez (D), Juscelino de Oliveira (E), o diretor do órgão, Marco Moura, e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo

Agricultura - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apresentaram, quinta-feira (09), suas estimativas para a safra agrícola 2016/17, com números bem parecidos, apesar da diferença de metodologia. Segundo o primeiro, a colheita de cereais, leguminosas e oleaginosas será de 221,4 milhões de toneladas, um aumento de 20,3% em relação à colheita de 2016, enquanto a Conab calcula que serão 219 milhões de toneladas com 17,4% de aumento.

Registro - A partir de quarta-feira (15), todas as instituições financeiras estarão obrigadas a se cadastrar junto à Infosolo Informática, terceirizada do Detran, para que possam ter seus contratos de financiamento de veículos registrados. A empresa havia fixado um valor de R$ 300,00 por contrato, mas diante da polêmica criada por bancos e financeiras, que se recusam a pagar qualquer quantia, baixou o valor para R$ 204,00. Ao que tudo indica, quem vai pagar a conta é o consumidor, pois a taxa vai ser repassada ao contrato.

Nenhum comentário: