16 de fev de 2017

Agência Nacional de Energia Elétrica reajusta valores das bandeiras tarifárias a vigorarem em 2017

GIRO ECONÔMICO

As bandeiras tarifárias que são aplicadas nas contas de luz terão novos valores neste ano. A bandeira amarela vai passar de R$ 1,50 para R$ 2,00 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos. A bandeira vermelha patamar 1 fica inalterada, em R$ 3 para cada 100 kWh , e o valor da bandeira vermelha patamar 2 cairá de R$ 4,50 para R$ 3,50 a cada 100 kWh. 

Os novos valores foram aprovados nesta terça-feira (14) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A proposta recebeu contribuições por meio de audiência pública. As distribuidoras pleitearam a criação de novo patamar de bandeira amarela, mas o relator entendeu que a estrutura atual é a mais adequada.

Os valores das bandeiras tarifárias são revisados a cada ano, de acordo com as variações de custo de energia. Desde dezembro do ano passado, a bandeira tarifária aplicada nas contas de luz é a verde, ou seja, sem cobrança extra para os consumidores.

Vaquejada I - Organizadores e competidores de Vaquejada no Maranhão comemoram a aprovação, pelo plenário do Senado, da proposta de emenda à Constituição (PEC) que permite a realização das vaquejadas. Após uma decisão do Supremo Tribunal Federal ano passado, que considerou inconstitucional a lei que regulamentava a atividade, os senadores aprovaram agora uma emenda constitucional para garantir a legalidade da prática, desde que não envolva crueldade com os animais.

Vaquejada II - Por outro lado, o delegado Sebastião Uchoa (ex-secretário de Administração Penitenciária), que é presidente honorário da ONG Lar de Noé, ameaça mobilizar as demais entidades protetoras de animais, bem como outros segmentos sociais, para resistir às tentativas de legalizar as práticas de vaquejada e diz que deverá apresentar junto à Procuradoria Geral da República uma Ação Direta de Inconstitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a PEC aprovada pelos senadores.

Questionamento - O presidente do Sindicato dos Distribuidores de Combustíveis, Orlando Santos, vai representar contra o Procon-MA, junto ao Conselho Administrativo de Defesa do Consumidor (Cade) porque seu presidente, Duarte Júnior, propaga que está nivelando os preços de gasolina, o que é proibido por lei.







Raimundo Coelho (E), presidente da Federação da Agricultura, em recente registro com o vice-presidente do Senar, Mário Borba, recepciona nesta quinta-feira dirigentes da CNA e das federações de agricultura do Nordeste



Greenpeace - Cerca de trinta jovens se inscreveram no Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), neste fim de semana, para se tornarem voluntários do Greenpeace e passarão a ter formação e atuação em defesa de temas ambientais, como mudanças climáticas e mobilidade urbana. O Greenpeace é uma “organização global e independente que atua para defender o meio ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes” e desde o ano passado tem sido parceira das ações de voluntários do ICE-MA.

Agricultura - O presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), João Martins, preside nesta quinta-feira (16) pela manhã, na Federação da Agricultura (Faema), em São Luís, reunião com presidentes de federações de agriculturas do Nordeste, mas antes participa de encontro com diretores dos sindicatos de produtores rurais filiados à Faema. Nesta quarta-feira, ele visitou o Porto do Itaqui e firmou convênio com o Governo do Estado para realização, pelo Senar, de cursos técnicos de agronegócio no Maranhão.

Nenhum comentário: