24 de fev de 2017

Exportação do agronegócio apresenta saldo positivo no Nordeste, mas no Maranhão houve uma queda de 34%

GIRO ECONÔMICO

A região Nordeste apresentou superávit de US$ 3,68 bilhões na balança comercial do agronegócio em 2016. As exportações registraram US$ 5,93 bilhões e as importações US$ 2,25 bilhões.

Os dados são do Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), que apontam superávit da balança do agronegócio brasileiro de US$ 84,9 milhões no ano. O setor representou 45,9% do total exportado pelo país em 2016. 

O Nordeste participou com 16,2% das importações e 6,9% das exportações do agronegócio no Brasil em 2016. O segmento contribuiu com 46,3% do total exportado e 12,6% das importações da região, segundo o Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste (leia reportagem ao lado).

Bahia, Maranhão e Ceará responderam por 80,0% das exportações do agronegócio do Nordeste em 2016. Em relação ao desempenho do ano anterior, os maiores crescimentos foram registrados no Rio Grande do Norte (+14,6%), Sergipe (+9,7%) e Paraíba (+9,5%). Saiba como foi o desempenho do Maranhão aqui.

Simplificação - Os presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, assinaram acordo de cooperação técnica para auxiliar parlamentares na consolidação do projeto de lei que vai nortear a reforma tributária no Congresso Nacional. Pela parceria, o Sebrae vai contratar a Fundação Getulio Vargas para elaborar estudos com sugestões que possam subsidiar o debate sobre a reforma. A ideia é utilizar a experiência de simplificar e desburocratizar impostos para auxiliar os parlamentares.

Compras - Representantes do Conselho Temático de Micro e Pequenas Empresas (Compen) da Federação das Indústrias estiveram reunidos terça-feira (21) com a diretoria da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) para garantir às micro e pequenas empresas participação nas compras da estatal, mas Danielle Nunes, diretora de Administração e Finanças da empresa, explicou que a Emap obedece a legislação vigente e a contratação é realizada por meio de licitação e adesão de cada ata. 

Carros-pipa - Os municípios de Governador Luiz Rocha, Matões, Duque Bacelar e Gonçalves Dias vão receber R$ 1,8 milhão para contratação de carros-pipa para atender cerca de 34 mil pessoas afetadas pela seca a estiagem com fornecimento de água. 






O presidente do Conselho da Micro e Pequena Empresa da Fiema (Compem), Celso Gonçalo, reuniu representantes do Sindipan, Sindimetal, Sindrepa, Sindgraf e Sindvest com a diretoria da Emap para garantir participação das MPEs nas compras da estatal



Saneamento - Preocupada com o acesso aos recursos federais para ações de saneamento básico, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) elaborou pesquisa para aferir a situação de cada município quanto à finalização do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), instrumento de planejamento e gestão participativa para atender o Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab), que determina aos municípios possuir mecanismos de planejamento e controle social dos serviços de saneamento até o final do ano.

Seminário - O Instituto Euvaldo Lodi (IEL), órgão do Sistema Federação das Indústrias (Fiema), promove dia 8 de março o Seminário de Gestão Industrial, ação gratuita voltada para empresários, colaboradores da indústria e estudantes e discutirá os temas Segurança e Sustentabilidade, que serão abordados pelas consultoras Ana Cristina Ammirati, engenheira química e de segurança, e Valeska Trinta, economista e analista de sistema, com experiência em treinamentos na gestão pública e privada e coaching internacional.

Nenhum comentário: