25 de fev de 2017

Número de maranhenses em idade de trabalhar que estão sem ocupação aumentou 116 mil, segundo pesquisa IBGE

GIRO ECONÔMICO

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada quinta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que no quarto trimestre de 2016 havia no Maranhão um contingente de 352 mil pessoas em idade de trabalhar sem nenhuma ocupação. O número é 116 mil a mais do que havia no mesmo período de 2015, quando eram 235 mil. 

O Maranhão tinha em 2015, no quarto trimestre, 5,109 milhões de pessoas em idade de trabalhar e no ano passado, no mesmo período, eram 5,201 milhões, o que representa um aumento de 1,8%, ou seja, 92 mil pessoas a mais. As pessoas ocupadas, entre outubro e dezembro de 2015, eram 2,866 milhões e nos três últimos meses do ano passado somavam 2,716 milhões, uma redução de 10,1%, o correspondente a menos 267 mil pessoas.

Outro dado preocupante da pesquisa diz respeito à renda média mensal do trabalhador maranhense: no setor privado, caiu de R$ 1.345 para R$ 1.326, mas no setor público aumentou de R$ 1.880 para R$ 2.096. 

Gorjeta  - A Câmara dos Deputados aprovou o substitutivo do Senado para o Projeto de Lei 252/07, que regulamenta o rateio da gorjeta dada a garçons em restaurantes, hotéis, motéis etc. De acordo com o substitutivo, não se trata de uma receita própria das empresas e se destina aos trabalhadores, devendo ser distribuída segundo critérios de custeio e de rateio definidos em convenção ou acordo coletivo de trabalho, podendo ser usada também pagar encargos sociais. Falta só a sanção do presidente Michel Temer.

Turismo - Uma boa notícia para os gestores que querem levar seus municípios de volta ao Mapa do Turismo Brasileiro: o Ministério do Turismo vai receber a 31 de maio dados para fazer sua atualização, respeitando o primeiro ano de mandato dos prefeitos e os dois últimos dos mandatos de governadores. A atualização está prevista para ser concluída em julho. Ano passado, mais de 20 municípios maranhenses foram retirados do mapa e ainda teve o Polo Amazônia extinto, portanto é hora de recuperar o que foi perdido.

Rodovias - Quem vai pegar a estrada em busca de sossego no interior do Maranhão ou mesmo em outro estado, melhor consultar a Polícia Rodoviária, pois algumas BRs, como é o caso da 222 e da 010, estão com tráfego limitado, por conta de erosões, e outras ameaçam entrar na mesma situação.









Entrevistado da revista Maranhão Hoje que chega às bancas neste fim de semana, o senador Roberto Rocha diz como seus projetos na área econômica podem impulsionar o desenvolvimento do estado. E fala também, claro, de política.



Bancos - Apesar de carnaval não ser feriado, as agências bancárias ficam fechadas, segunda e terça-feira, e voltam a funcionar somente na próxima quarta-feira (1º de março), a partir do meio-dia. Os caixas eletrônicos funcionam normalmente e podem ser usados para saques, depósitos e agendamento ou pagamento de contas, bem como essas operações podem ser agendadas pela internet. As contas que vencerem no período podem ser pagas sem juros ou multas na volta do expediente normal.

Reprovação - Pesquisa Ipsos divulgada nesta sexta-feira (24) mostra que a região Nordeste é a que mais rejeita o presidente Michel Temer, onde seu índice negativo é de 91%, enquanto os brasileiros do Norte são os que têm melhor avaliação do governo, 30%. Quanto às classes sociais e econômicas, a C desaprova o presidente com índice de 79%, enquanto as classes A e B são a que mais veem com bons olhos o governo atual, somando 21% de aprovação. As pessoas com ensino superior aprovam Temer com 19%.

Nenhum comentário: