31 de mar de 2017

Ao procurar Lula, Flávio Dino sinaliza que quer distância do Palácio do Planalto e do presidente Michel Temer

O governador Flávio Dino (PCdoB) deu esta semana a mais clara demonstração de que pretende manter uma larga distância do Palácio do Planalto e evitar ao máximo aproximação com o presidente Michel Temer (PMDB). O encontro desta sexta-feira (31), em São Paulo, com o ex-presidente Lula foi a senha de que pretende demarcar seu território no campo da esquerda em 2018, quando será realizada a eleição presidencial e ele tentará a reeleição, isto se não for o convidado a compor a chapa a ser encabeçada pelo PT.

Na quarta-feira (29), sete governadores do Nordeste, incluindo os petistas, estiveram reunidos em Fortaleza (CE), onde debateram a crise nacional e elaboraram um documento que será levado ao presidente da República com sugestões, inclusive, para aumentar a geração de empregos na região. Flávio Dino não foi, talvez porque não quisesse sugerir nada ao governo federal, tampouco ficar compromissado em ter de ir a Brasília (DF) encontrar-se, juntamente com seus colegas nordestinos, com o chefe de Nação.

Em vez de procurar quem está em condições legais para tomar medidas, e socorrer o Maranhão, o governador maranhense optou por ir ao encontro do maior opositor do presidente. E deixou registrado que foi ouvir e falar sobre a crise nacional. Mais claro do que pretende Flávio Dino não poderia ser. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Pesquisa da Federação das Indústrias revela que atividade no setor de construção civil está em queda no Maranhão

A Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) constatou, em pesquisa realizada de 02 a 14 de março, que o nível de atividade da construção civil no Maranhão permaneceu abaixo dos 50 pontos em fevereiro. O índice apresentou queda de 3,5 pontos e fechou em 28,2 pontos, mas o segmento de pequeno registrou aumento, de 37,5 pontos para 50 pontos, enquanto nas de médio e grande porte, o índice caiu de 30,9 para 25 pontos na passagem de janeiro para fevereiro.

Os índices de nível de atividade do Nordeste e do Brasil apresentam leve aumento. Regionalmente, o índice passou de 39,7 para 40 pontos. Já o índice nacional variou de 39,3 para 40,3 pontos. Em relação ao número de empregados, o indicador demonstrou uma pequena melhora ao subir 4 pontos, atingindo 35 pontos em fevereiro.

A Sondagem da Construção Civil do Maranhão, elaborada em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), pesquisou empresas construtoras de edifícios, empresas de serviços e de obras de infraestrutura em todo Maranhão.

Ainda segundo o estudo, a utilização da capacidade operacional no Maranhão registra acentuada queda, assinalando 33%. O nível usual de atividade para o mês de fevereiro em 2017 (21,6 pontos) é menor que o nível no mesmo período do ano passado (29,4 pontos).

Os indicadores de expectativas em relação ao nível de atividade (35 pontos), às compras de matérias-primas (30,6 pontos), aos novos empreendimentos (33,3 pontos) e ao número de empregados (30 pontos) caíram, permanecendo abaixo dos 50 pontos, o que indica que as expectativas demonstram pessimismo do empresariado da construção civil.

Simplício Araújo vai recorrer da ação do seu partido, Solidariedade, que torna o Mais Empresas inconstitucional

Em entrevista exclusiva ao Jornal Pequeno, publicada nesta sexta-feira (30), o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo (foto), que preside o diretório regional do Partido Solidariedade (SD), disse que o Governo do Estado vai recorrer da decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, que acolheu Ação Direta de Inconstitucionalidade do SD, a mesma legenda do secretário, que torna inconstitucional o Mais Empresas (Lei nº 10.259, de 16 de junho de 2015). Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Mais uma vez Simplício aproveitou para criticar a gestão anterior, dizendo que os incentivos fiscais, antes de Flávio Dino (PCdoB) chegar ao Palácio dos Leões, eram dados a empresas de amigos de quem estava no poder. "No nosso governo, o segmento é que é beneficiado", disse ele, sem explicar porque os incentivos anteriores não foram questionados e os atuais, sim.

O secretário disse que "com a crise econômica que o país vive, muitos estados - inclusive o Maranhão - reduziram a concessão de incentivos fiscais para setores empresariais". Vale ressaltar que nesta quinta-feira (30) foi concedido mais um, para empresas atacadistas com capital social de R$ 100 milhões e 500 empregados.

Sem explicar as razões do seu partido para questionar o Mais Empresas, Araújo diz que os estados que concentram os maiores parques industriais do país não querem que os menores atraiam empresas para seus territórios. Estaria o Solidariedade a serviço desses estados?

Ex-presidentas do Brasil e da Coréia do Sul têm pouco a comemorar: uma está presa; a outra pode ser condenada

Nesta quinta-feira (30), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu o parecer do Ministério Público sobre a atuação da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) na campanha eleitoral de 2014, quando foi reeleita.

A peça, assinada pelo vice-procurador do Ministério Público Eleitoral, o maranhense Nicolao Dino, não deixa dúvidas de que a petista sabia que o dinheiro usado para custear sua campanha era de origem duvidosa, resultado de operações criminosas de empresas que eram beneficiadas pelo seu governo, em especial o Grupo Odebrecht.

Caso os ministros do TSE acatem o parecer de Nicolao Dino, que irmão do governador Flávio Dino (PCdoB), Dilma, ao contrário do que decidiram os senadores no dia da cassação do seu mandato, vai perder os direitos políticos por oito anos. 

Perderá também o diploma de presidente, e isto pode custar o mandato também do atual presidente, Michel Temer (PMDB), que era seu vice.

Pior sorte do que Dilma, no entanto, teve sua amiga Park Geun-hye, que, a exemplo da brasileira, foi a primeira mulher eleita presidente na Coreia do Sul. Nesta quinta-feira, Park foi para a cadeia, acusada de corrupção, pois, numa ação parecida com o que ocorria no Palácio do Planalto, usava uma amiga para tirar proveito. Ao contrário do que foi em abril do ano passado, quando se encontraram em Seul, as duas hoje têm pouco a comemorar.

Para presidente da Ademi, decisão do Superior Tribunal de Justiça sobre atraso de obras não traz segurança

A decisão dos ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que acolheram parcialmente o recurso de uma construtora condenada a indenizar em R$ 20 mil um casal por danos morais decorrentes do atraso na entrega de imóvel, foi recebida com cautela pelos empresários de construção civil no Maranhão.

Para o presidente da Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), Cláudio Calzavara, o julgamento tem seu lado positivo, pois acaba com a farra dos pedidos de danos morais, porém tem seu lado ruim, ao manter os danos materiais.

De acordo com a ministra Nancy Andrighi, que foi a relatora do julgamento, a jurisprudência do STJ evoluiu para não aceitar condenações “automáticas” por danos morais, ou seja, além da configuração dos pressupostos de responsabilidade civil – ação, dano e nexo de causalidade –, é preciso demonstrar grave ofensa a direitos de personalidade. 

“Dissabores, desconfortos e frustrações de expectativa fazem parte da vida moderna, em sociedades cada vez mais complexas e multifacetadas, com renovadas ansiedades e desejos, e por isso não se pode aceitar que qualquer estímulo que afete negativamente a vida ordinária configure dano moral”, explicou Nancy Andrighi.

Quanto à condenação da construtora a pagar 0,5% do valor do imóvel, por mês, a título de lucros cessantes, o acórdão foi mantido. A ministra lembrou que, ao contrário do que defendeu a empresa, essa situação não necessita de outras provas, bastando a comprovação do atraso na entrega da unidade.

Diante da manutenção do dano material, o presidente da Ademi sugere que as empresas ao lançarem uma obra que vai demorar dois anos para ser concluída projetem a entrega para três anos, pois vai sempre entregar antes do prazo. Ela calcula o percentual sobre o valor do imóvel e diz que ele corresponde ao aluguel mensal de um apartaento. “Não podemos ficar pagando aluguel de um cliente por conta de um problema que possa comprometer o andamento na obra no tempo desejado”, diz ele.

Diretor da Antaq diz que terminal da Suzano Papeis e Celulose traz muitos benefícios para o Porto do Itaqui

GIRO ECONÔMICO

Ao participar em São Luís, da audiência pública presencial para arrendamento de um terminal no Porto do Itaqui para a Suzano Papeis e Celulose, o diretor da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), Mário Povia, não teve duívidas ao afirmar que essa unidade é a melhor opção para o escoamento de papel e celulose produzidos em Imperatriz ao Porto do Itaqui, em São Luís.

A área do arrendamento mede 54.454 m² e as atividades a serem desempenhadas pela arrendatária consistem na movimentação e armazenamento de carga geral, especialmente papel e celulose. A movimentação mínima exigida, a partir do terceiro ano de vigência do contrato, será de 1,278 milhão de toneladas. O prazo de arrendamento é de 25 anos, prorrogável por igual período, com investimentos previstos de R$ 221 milhões.

A Antaq abriu consulta e audiência públicas, até 24 de março, para obter contribuições, subsídios e sugestões para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas necessários à realização de certame licitatório.

Agronegócio - O presidente da Federação da Agricultura, Raimundo Coelho, participou, terça-feira, em Brasília, da solenidade em que a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) entregou suas propostas para o Plano Agrícola e Pecuário (PAP 2017/2018) ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi. As prioridades solicitadas pela CNA são aumento de 13,5% nos recursos disponíveis para custeio – R$ 170 bilhões em comparação aos R$ 149,5 bilhões destinados à safra atual - e redução das taxas de juros.

Asfalto - Depois da Único, outra indústria de asfalto rápido pode se instalar em São Luís, pois a Usina do Vale anunciou sua entrada no mercado de franquias. Sediada em Cedral (SP), a empresa pretende expandir sua atuação a partir da popularização do produto e novos métodos de usinagem, estocagem e comercialização. O grande diferencial em relação à indústria tradicional é a facilidade de transporte e execução do trabalho, pois não depende de curta distância e pouco tempo para suportar a massa asfáltica a 120º C.

Empregos - Reunidos em Fortaleza (CE), quarta-feira (29), os governadores do Piauí, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas e Sergipe elaboraram o documento a ser entregue ao presidente Michel Temer para estimular geração de empregos na região Nordeste.







Raimundo Coelho ao lado do presidente Michel Temer, terça-feira (28), em Brasília (DF), na solenidade de entrega das propostas da CNA ao Plano Agrícola da próxima safra



Escoamento - A VLI inaugurou, quarta-feira (29), uma nova rota de fomento para agilizar o escoamento da produção agrícola do Mato Grosso e do Pará com destino ao Terminal Integrador Porto Nacional, no Tocantins, que é interligado à Ferrovia Norte-Sul e forma um corredor até o porto do Itaqui, em São Luís. A nova rota consiste na integração de duas balsas que farão a travessia dos caminhões por 4 km de margem a margem do rio Araguaia, entre Santana do Araguaia (PA) e Caseara (TO).

Duplicação - O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) informou que ficou surpreso ao procurar a direção nacional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) a fim de pedir esclarecimentos sobre o ritmo lento das obras de duplicação da BR 135 e ser informado que o órgão desconhece qualquer atraso. Mais preocupado ficou quando foi feita uma ligação para a superintendência regional e a informação ter sido de que está tudo normal. Resultado: uma comissão virá ao Maranhão ver o que está ocorrendo.

30 de mar de 2017

Parecer do irmão de Flávio Dino sobre a reeleição de Dilma não deixa dúvidas de que ela recebeu de Caixa 2


Flávio Dino nunca se convenceu das falcatruas da ex-presidente de Dilma 
Desde que foi aberto, na Câmara Federal, em 2015, o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o governador Flávio Dino (PCdoB), numa cruzada quixotesca, saiu em defesa do seu mandato alegando que ela era inocente, chegando a criar até uma rede da legalidade nas redes sociais, inspirado em campanha semelhante de Leonel Brizola quando saiu na defesa do cunhado João Goulart.

Fala, o governador, não apenas como político, mas professor de Direito e ex-juiz federal, ou seja, um conhecedor das leis, como pouco. Ele sempre discordou também da tese levantada pelo PSDB, partido a que pertence seu vice, Carlos Brandão, de que houve abuso econômico e político na reeleição da ex-presidente no ano de 2014, portanto nunca viu como necessária a cassação do seu diploma, muito menos da perda dos seus direitos políticos.

A família do governador, quase toda ela, é composta de entendedores das leis, das Constituições (federal e estaduais) e de outros diplomas legais, dentre eles o irmão Nicolao Dino, hoje vice-procurador do Ministério Público Eleitoral. Pois bem, o parecer enviado pelo irmão do governador ao TSE sobre o que se deu na eleição passada mostra que os argumentos de Sua Excelência não convencem nem mesmo àqueles de quem é tão próximo.

Nicolao Dino não tem dúvidas de que Dilma se beneficiou do Caixa 2
Nicolao Dino mostra-se convencido de que Dilma se beneficiou de dinheiro de Caixa 2 para alimentar sua campanha e que participou diretamente disto, portanto, deve perder não apenas o diploma, mas os direitos políticos por oito anos, isto é, se julgada agora só poderia se candidatar em 2025.

Quanto ao golpista e ilegítimo presidente Michel Temer, como Dino (governador) trata o chefe do Executivo Nacional, Dino (procurador) entende que ele também deve perder o mandato, não porque estava envolvido diretamente nos esquemas de Odebrecht e outras empresas que bancaram a campanha da ex-presidente por Caixa 2, mas porque ele fazia parte da chapa oficial. Tanto isto é verdade para Michel que pede a preservação dos direitos políticos. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Seminário debate alternativas para o desenvolvimento da atividade turísticas nos quatro municípios da Ilha

GIRO ECONÔMICO

Previsto para o mês de maio, o Seminário de Potencialidades Estratégicas para o Desenvolvimento do Turismo da Ilha de São Luís reunirá empresários, trabalhadores, professores, estudantes e demais integrantes do trade com o objetivo de debater os problemas e alternativas de soluções com vistas ao fortalecimento do setor. Do evento, sairá um documento com as medidas de curto e longo prazo para quebra dos gargalos identificados nos debates. 

Segundo José Ribamar Moraes, diretor técnico do Sebrae-MA e coordenador do evento, a ideia é reunir um conjunto de propostas legitimadas por quem vive o turismo enquanto negócio e compor um plano de trabalho para impulsioná-lo. Além do Sebrae-MA, participam da organização as secretarias de Turismo do Estado e dos quatro municípios da Ilha, bem como universidades e órgãos de fomento.

Para atuarem como palestrantes estão sendo identificadas profissionais que tenham boa experiências na atividade nos estados de São Paulo, Ceará, Bahia e Santa Catarina, bem como no Distrito Federal.

Palestra - O deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) participa nesta quinta-feira (30) à tarde, Casa da Indústria Albano Franco, da reunião de diretoria da Federação das Indústrias (Fiema), onde proferirá palestra sobre os cenários econômicos para o Maranhão. Trata-se de um dos políticos mais experientes, por já ter exercido, além do mandato parlamentar, cargos de superintendente da Sudene, ministro dos Transportes e governador. Em 2018, ele pretende concorrer a uma das cadeiras do Senado.

Coca-Cola - A Solar, engarrafadora da Coca-Cola no Maranhão, foi uma das que participaram das negociações finalizadas nesta terça-feira (28), quando a Unilever vendeu sua parte na AdeS, transferindo para a indústria norte-americana o controle total de uma mais mais famosas marcas de bebida à base de soja, que foi lançada em 1988, na Argentina, sendo pioneira no desenvolvimento do segundo maior mercado global de bebidas, presente no Brasil, México, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile e Colômbia. 

Venda - A empresa francesa Quercegen, que comprou o plantio de Jaborandi da indústria Merck, em Barra do Corda, está encerrando suas atividades no Maranhão e já colocou seu patrimônio à venda.





O deputado Zé Reinaldo profere palestra a empresários nesta quinta-feira às 17h, na reunião de diretoria da Federação das Indústrias, onde falará sobre os cenários econômicos para o Maranhão


Violência - Representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (Contratuh) participam nesta sexta-feira (31), no auditório da Casa do Trabalhador, em São Luís, do VII Seminário Estadual Viver Mulher, evento que conta com apoio do Tribunal de Justiça, por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher). O evento tem como tema “Respeito, Dignidade e Igualdade – Não à Violência” e visa a debater a Lei Maria da Penha.

Financiamento - Municípios da zona ocidental maranhense vão poder receber recursos do Fundo Constitucional do Norte (FNO), vinculado à Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), pois a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou, terça-feira (28), projeto do senador Roberto Rocha (PSB) que inclui esta parte do estado, bem como o Mato Grosso, na área de influência do Fundo. Apesar de ter assento na Sudam, o Maranhão só recebe financiamentos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE).

29 de mar de 2017

Flávio Dino não vai a encontro de governadores em que estímulo à geração de empregos era o tema principal

Flávio Dino (PCdoB) não foi, nem mandou representante, ao encontro dos governadores do Nordeste, realizado nesta quarta-feira (29), em Fortaleza (CE), com o objetivo de debater, dentre outros assuntos, a retomada da criação de empregos por meio do aumento da capacidade de investimentos. No momento em que o encontro era realizado, o governador do Maranhão cumpria agenda na região do Baixo Parnaíba. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Segundo o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), há dificuldades na liberação de empréstimos junto ao BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Outro ponto unânime da reunião foi a posição contrária à proposta de reforma da Previdência, que tramita no Congresso Nacional. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, lamentou a falta de diálogo com os estados na construção da proposta. Os governadores também pedem a garantia dos convênios e das obras atuais, especialmente as que são voltadas para a segurança hídrica, diante da seca que o Nordeste enfrenta há cinco anos.

Todas as demandas relacionadas pelos governadores serão tratadas em audiência com o presidente da República, Michel Temer (PMDB). Além de Flávio, não participou do encontro o governador da Bahia, Rui Costa (PT). O Sergipe foi representado pelo vice-governador Belivaldo Chagas Silva.

(Com dados da Agência Brasil)

Três pré-candidatos a senador na eleição de 2018 estão respondendo processos no Supremo Tribunal Federal

Flávio Dino com os pretensos candidatos a senador Wewerton (E) e Waldir
Três pré-candidatos a senador pelo Maranhão que esperam na eleição de 2018 receber o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB) - José Reinaldo Tavares (PSB), Waldir Maranhão (PP) e Wewerton Rocha (PDT) - estão respondendo processos no Supremo Tribunal Federal (STF), segundo pesquisa do site Congresso em Foco, publicada nesta quarta-feira (29). Leia reportagem de Maranhão Hoje.

Das cadeiras que irão disputar, uma pertence a Edison Lobão (PMDB), que preside a Comissão de Constituição e Justiça do Senado, também respondendo processo na suprema corte.

Dos 18 deputados federais maranhenses, cinco respondem ações. Saiba quem são:

  • André Fufuca (PP-MA) – Inquérito 4241 Captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral
  • José Reinaldo (PSB-MA) – Ação penal 988 Crimes da lei de licitação, corrupção passiva e corrupção ativa
  • Pedro Fernandes (PTB-MA) – Inquérito 3728 Peculato e abuso de poder
  • Waldir Maranhão (PP-MA) – Inquérito 3784 Lavagem ou ocultação de bens, Inquérito 3787 Lavagem ou ocultação de bens, Inquérito 3989 corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, Inquérito 3394 Peculato, corrupção passiva e ativa
  • e Inquérito 3621 Crimes contra lei de licitações
  • Weverton Rocha (PDT-MA) – Inquéritos 3394 (peculato, corrupção passiva e ativa) e 3621 (crimes contra a Lei de Licitações).

Edison Lobão é investigado no inquérito 3989 da Lava Jato. O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que mandou entregar R$ 2 milhões à ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) para campanha de 2010, a pedido de Lobão.

Ministra do Supremo desmonta argumentos de Wewerton Rocha para não licitar reforma do Ginásio Costa Rodrigues

Placa informando que obras seriam apenas de reforma: não precisava demolir
A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, que foi a relatora no julgamento do acolhimento da denúncia do Ministério Público Federal contra o deputado federal Wewerton Rocha (PDT), considerou que a declaração de emergência do governador Jackson Lago para a reforma do Ginásio Costa Rodrigues, objeto da denúncia, não caracteriza situação que justificasse a dispensa de licitação. A construtora contratada foi a Maresia.

Ela destacou ainda que o fato de outras duas empresas terem sido consultadas, via telefone, e apresentado propostas não satisfez a exigência de consulta de preços, porque não permitiu verificar a média de preços de mercado, o que poderia ter sido feito por consulta ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MA), por exemplo.

Wewerton Rocha mandou demolir Ginásio Costa Rodrigues
Em seu entendimento, há indícios de inobservância das regras relativas à dispensa de licitação do artigo 24 da Lei 8.666/1993 que permitem o recebimento da denúncia.

Em relação ao aditamento para demolir e reconstruir o ginásio, a ministra observa haver indícios de que ele tenha na verdade descaracterizado o termo que, inicialmente, teria como objeto apenas adequação e reforma. Segundo a relatora, o aditamento, contrário ao que prevê a lei, foi qualitativo.

Rosa Weber apontou, ainda, aparente descumprimento dos critérios de ampliação contratual, que prevê acréscimo máximo de 50%. O valor inicial do contrato, de aproximadamente R$ 1,9 milhão, chegou a mais de R$ 5,38 milhões com o aditivo.

(Do STF)

Aumenta o número de famílias maranhenses que passaram a contar com serviços de TV por assinatura


O Maranhão foi um dos poucos estados do Brasil que registraram aumento no número de residências com TV por assinatura, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) referentes ao mês de fevereiro. De acordo com os números, na comparação com fevereiro do ano passado, mais de 7 mil residências passaram a contar com esse serviço no estado.

O levantamento aponta que os lares com esse serviço, no Brasil, somam 18.605.152, o que corresponde a uma diminuição de 95.161 assinantes em comparação com janeiro de 2017, menos 0,51%. Dos grupos acompanhados pela Agência, a Oi, Cabo e Sky/AT&T apresentaram crescimento de 1,24%, 0,65% e 0,01% respectivamente. Todos os outros grupos apresentaram redução.

Segundo a Anatel, nos últimos 12 meses, a redução foi de 382.833 assinantes, menos 2,02%. Neste período, a Oi apresentou crescimento de 13,43% com mais 158.029 assinantes e também a Cabo com crescimento de 4,28% com mais 2.131 assinantes. Todos os outros grupos apresentaram redução, destaque para a Blue com queda de 32,23%, redução de 47.729 assinantes.

Em relação às tecnologias, entre janeiro e fevereiro de 2017, nenhum tipo apresentou crescimento. No entanto, em 12 meses, a fibra ótica apresentou crescimento de 25,69% com a entrada de 45.130 assinantes. Todos os outros serviços apresentaram queda, em termos absolutos a maior redução foi registrada por usuários de satélite, menos 319.303 assinantes (-2,91%).

Nos estados, em fevereiro, Sergipe liderou a redução percentual nos números de usuários de TV paga, menos 3,67%, seguido por Pernambuco com redução de 1,58% e Bahia com menos 1,15%. Nos últimos 12 meses, Pernambuco liderou a redução percentual nos assinantes no país, menos 8,38%, seguido de Piauí com queda de 8,15% e Rondônia com menos 7,37%. Lideraram o crescimento, em fevereiro, os estados do Piauí com 8,15%, Maranhão com 5,23% e Pará com 2,76% de aumento no número de assinantes.

(Do site Maranhão Hoje)



Governadores e prefeitos podem apresentar propostas para melhorar serviços de turismo até esta sexta-feira

GIRO ECONÔMICO


Os governos estaduais e municipais, bem como empresas e consórcios públicos têm até sexta-feira (31) para cadastrar suas propostas com vistas a receber financiamento de projetos de infraestrutura turística com recursos do Ministério do Turismo. São passíveis de apoio projetos que vão desde sinalização turística, reforma de praças, mirantes e de portais, até a construção de portos, aeroportos, equipamentos de turismo náutico, centros de convenções, pavimentação de vias de acesso a atrativos turísticos, entre outros. 

O valor mínimo de cada projeto é de R$ 250,00 e as inscrições deverão ser feitas via Sistema de Convênios do Governo Federal (Sincov). Vale ressaltar que os recursos disponíveis para financiamentos desses projetos independem de emendas parlamentares. 

Desde sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo já destinou mais de R$ 9 bilhões para obras de infraestrutura em 4,3 mil municípios visando a melhorar a recepção de visitantes e movimentar a economia das populações dos destinos mais demandados.

Histórico - O subprefeito do Centro Histórico, Fábio Carvalho, participa, nesta quarta-feira (29), da sessão plenária da Associação Comercial do Maranhão, onde apresentará para a classe empresarial as ações que estão sendo desenvolvidas para recuperação e revitalização da Praia Grande e outros bairros da área tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Trata-se de um dos principais pontos de visitação turística da capital, mas que passa por momento delicado, com insegurança, falta de conservação etc. 

Pró Genética - Ao que tudo indica, vai ficar para abril ou mesmo para maio o lançamento no Maranhão do Pró Genética, programa desenvolvido pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), com vistas à melhoria do padrão genético dos rebanhos bovinos do país, e que está sendo trazido para o estado pela Associação dos Criadores (Ascem). Com o adiamento, fica em stand by também o lançamento, que seria na mesma data, da 60ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), a ser realizada em Santa Inês.

Agenda - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou nesta terça-feira (28), em Brasília (DF), sua Agenda Legislativa, que reúne 131 proposições que tramitam no Congresso Nacional e que têm impacto na economia nacional. Das propostas, 16 são consideradas prioritárias, dentre elas as reformas política, tributária e da Previdência. 






O sub-prefeito do Centro Histórico, Fábio Carvalho, participa de debate com empresários nesta quarta-feira (29), na Associação Comercial do Maranhão


Palestra - O deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que é pré-candidato ao Senado, é convidado para proferir palestra na reunião de diretoria da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), quinta-feira (30), onde, do alto de sua experiência como ministro dos Transportes, superintendente da Sudene, governador do estado e na sua segunda passagem pela Câmara Federal, vai falar sobre o momento atual da economia maranhense e suas perspectivas para os próximos anos.

Shopping - A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) realiza, dia 27 de abril, em Fortaleza (CE), o Fórum Regional Nordeste, voltado para fomentar a discussão de temas ligados ao segmento e debater tendências e melhores práticas. Atuarão como palestrantes, Manoel Junior (consultor de marketing), Manuel Puig (Cushman e Wakefield), José Vicente Avelar (BRMalls), Rafael Bernardi (Abrasce), Marcel Haratz (Comerc Esco), Fernando Paiva (Abrasce) e Paulo Fonseca (Poyry Tecnologia).

28 de mar de 2017

Senac recebe inscrições para estudantes universitários em São Luis, Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês

GIRO ECONÔMICO

Começam nesta quarta-feira (29) e se estendem até sexta-feira (31), nas cidades de São Luís, Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês, as inscrições para o processo seletivo do Programa de Estágio 2017 do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), voltado para universitários de instituições conveniadas com o órgão matriculados em cursos de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Comunicação (Jornalismo ou Relações Públicas), Pedagogia e Psicologia. 

Para participar, é necessário que o candidato esteja cursando no mínimo 50% do curso e no máximo o antepenúltimo período correspondente à vaga concorrida, além de possuir o coeficiente de rendimento acadêmico de, no mínimo, sete e não ter reprovação em disciplinas do curso e ter sua Instituição de Ensino conveniada ao Senac no Maranhão.

A carga horária diária do estágio corresponde a quatro horas/dia, totalizando vinte semanais, com remuneração mensal de um salário mínimo e os benefícios de vale transporte e seguro de acidentes pessoais. 

Previdência - Impressionante a maldade dos que tentam assustar a população com cálculos malucos sobre aposentadoria pós-reforma da Previdência. Há pessoas metidas a especialistas afirmando que o brasileiro vai se aposentar com 100 anos, apresentando a soma da idade com a do tempo de contribuição. É preciso informar que a soma das duas coisas resulta em 100, mas isto não quer dizer idade. É um número aleatório. O tempo de contribuição está no tempo vivido, cuja idade mínima para se aposentar será de 65 anos.

Gasolina - O Maranhão continua sendo um dos estados do Brasil onde o preço da gasolina sai mais em conta para o consumidor final. É o que revela levantamento de preços realizado, semana passada, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). De acordo com os números, o litro da gasolina custa, em média, R$ 3,54, no Maranhão, o mesmo valor encontrado no estado do Piauí e no Distrito Federal. São Paulo apareceu em primeiro lugar em preço baixo: R$ 3,50 o litro.

Indenização - Difícil compreender certas coisas no Brasil: em 2006 um avião da Gol é atingido por outra aeronave, adquirida no Brasil por empresa norte-americana. Todos passageiros e tripulantes da companhia aérea morreram, num prejuízo incalculável, mas ela é que terá de indenizar os índios da área onde se deu a queda.






Em sua visita ao Maranhão, semana passada, a coordenadora de Capacitação em Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Senar Brasil, Janete de Almeida,visitou uma propriedade rural em São José de Ribamar assistida pelo órgão


Portos - A Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq) divulga na próxima semana a estatística sobre a movimentação de cargas nos principais portos brasileiros, no período de janeiro a março. A expectativa é que o Itaqui apareça com o desempenho bem melhor do que foi tanto no primeiro quanto no quarto trimestre de 2016, pois tem sido bastante demandado pelas empresas exportadoras de soja e milho do Maranhão e estados vizinhos, e grão é um dos principais produtos movimentados no estado.

Decolagem  - As companhias aéreas precisam dar sua contrapartida pelo estímulo oferecido a elas pelo Governo do Estado com vistas a aumentar suas frequências de voos. Em 2014, quando não havia qualquer incentivo, elas movimentaram em São Luís 4.404 pousos e decolagens nos dois primeiros meses do ano; em 2015, ano em que passou a vigorar ICMS reduzido para querosene de aviação, o número baixou para 3.747; ano passado, nova queda, 3.571; e este ano, janeiro e fevereiro somaram 3.362 pousos e decolagens.

27 de mar de 2017

Os honestos que contestem, mas Marcelo Odebrecht diz que todos os eleitos em 2014 receberam do Caixa 2

Os honestos e guardiões da ética na política que contestem, mas o empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, disse ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no início de março, que o financiamento ilegal de campanhas é tão comum no país que inclui todos os candidatos eleitos em 2014. E acrescenta: "Duvido que tenha um político no Brasil eleito sem caixa 2. E, se ele diz que se elegeu sem (Caixa 2), é mentira, porque recebeu do partido. Então, impossível", afirmou.

A reportagem, assinada por Fábio Fabrini, Fabio Serapião, Beatriz Bulla e Rafael Moraes Moura, foi publicada pelo jornal O Estado de São Paulo desta segunda-feira (27).

Marcelo Odebrecht já disse que, além do PT, PMDB e PSDB, que foram os partidos que mais receberam, mandou dinheiro para PDT, PP e PCdoB, dentre outros, sendo que para estes três o suborno foi para comprar a adesão à chapa de Dilma, a fim de aumentar seu tempo de rádio e televisão e que o dinheiro teria sido distribuído para os estados onde tinham candidatos.

De acordo com o empreiteiro, dos recursos disponíveis para campanhas, 75% eram pagos fora do sistema oficial. "Caixa 2, para a gente, e eu acho que para todas as empresas, era visto como natural. Os valores definidos pelos candidatos eram tão aquém do que eles iam gastar que não tinha como a maior parte das doações não ser caixa 2. Era impossível", declarou ao TSE.

O empresários afirmou que, ao acertar propinas com parlamentares ou ocupantes de cargos executivos, o valor podia ser pago nas eleições tanto como doação oficial, o "caixa 1", quanto por fora. Mas ponderou também que parte dos valores do chamado caixa 2 não foi destinada a campanhas com uma "contrapartida específica". 

Janete de Almeida, diretora do Senar, elogia atuação da unidade maranhense em favor do produtor rural

GIRO ECONÔMICO

Em visita à unidade maranhense, a coordenadora de Capacitação em Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Janete de Almeida, disse que os trabalhos desenvolvidos no Maranhão, por esta instituição, servem de referência para todos os estados, principalmente no que se refere a assistência técnica voltada para auxiliar os produtores rurais das classes C, D e E que por muitos anos ficaram sem acesso à ações de assistência técnica. 

Ela esteve reunida com o presidente da Federação de Agricultura (Faema), Raimundo Coelho; com o superintendente estadual do Senar, Luiz Figueiredo, e com o corpo técnico para avaliar as ações do órgão, oportunidade em pode conhecer todas as ações em desenvolvimento no Maranhão.

Janete destacou o trabalho dos programas ABC Cerrado, Mais Produção e Abacaxicultura, todos eles desenvolvidos em parceria com o poder público e outras instituições de fomento econômico.

Recuperação - Os motoristas que trafegam pela BR 135, a altura de Presidente Dutra, vão ter que suportar mais duas semanas de tráfego precário, pois o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Gerardo Fernandes de Freitas, informou ao deputado Wellington do Curso (PP), que as máquinas que irão fazer a recuperação da pavimentação serão deslocadas somente daqui a 15 dias. Essa é uma das vias mais utilizadas para o transporte da safra agrícola da região sul do estado.

Maranhão - Na entrevista concedida à revista Maranhão Hoje que está nas bancas, na qual nega qualquer possibilidade de vir a disputar o Governo do Estado em 2018, o deputado José Reinaldo Tavares avalia a situação econômica do Maranhão, e diz que é quase um milagre o que ocorre aqui, pois enquanto em outras unidades federativas os governadores não têm dinheiro sequer para pagar o funcionalismo, os servidores maranhebses estão com salários em dia e os fornecedores com pagamentos honrados.

Lojistas - O Instituto Federação de Ensino Tecnológico (IFMA) firmou parceria com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) com vistas a uma série de ações para capacitação de empresários e empregados a fim de melhorar os serviços do setor lojista. 







O diretor geral da Aged-MA, Sebastião Anchieta (C), articulando com o presidente da Famem, Cleomar Tema (E) em favor dos municípios maranhenses, com vistas ao fortalecimento das atividades rurais


Pedreiras - Um dos povoados mais carentes de Santa Rita, Pedreiras, que é remanescente de quilombos, recebeu neste fim de semana uma operação da Prefeitura Municipal, onde, através da Secretaria Municipal de Agricultura, houve distribuição de produtos adquiridos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PPA), e, pela Secretaria de Obras, foram iniciados os serviços de pintura dos prédios públicos, assim como a manutenção dos sistemas de abastecimento d´água, iluminação pública e tapa-buracos.

Parceria - O prefeito Mazinho Leite, de Cândido Mendes, comemora o resultado do encontro realizado, sexta-feira (24), no Palácio dos Leões, em que apresentou uma pauta de reivindicações para o seu município, todas elas prontamente atendidas, pelo menos na promessa: reforma do hospital, 12 km de asfaltamento em vias urbanas, cinco poços artesianos, construção do estádio de futebol e, a mais importante de todas, a construção da estrada na ligação com Turiaçu, que vai integrar toda a região.

26 de mar de 2017

Roseana diz que Flávio Dino tem medo de disputar com ela eleição de 2018, mas bota salto alto para enfrentá-lo

Resultado de imagem para roseana sarneyNuma entrevista exclusiva ao jornalista Raimundo Borges, de O Imparcial, publicada neste domingo, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), confirmando a declaração do seu irmão Sarney Filho (PV), que é ministro do Meio Ambiente, ao site Maranhão Hoje (leia reportagem aqui), sexta-feira (24), dá sinais de que pode, sim, ser candidata a governadora em 2018, numa disputa com Flávio Dino (PCdoB), que vai tentar a reeleição.

Num tom provocativo, Roseana diz que "se continuarem a me provocar, posso entrar sim (na disputa eleitoral). Não tenho medo de concorrer. Boto um salto bem alto e, quem sabe..."

Roseana disse ainda que há muitas pessoas falando mal do governo atual, mas para ela isto é de menos, pois falavam mal também do seu, o que ela vê como mais grave é que "eles estão com medo de disputar comigo. Com medo de mim", numa referência indireta ao governador Flávio Dino.

A ex-governadora diz que tem passado a maior parte do tempo em Brasília (DF), onde tem feito articulações políticas, inclusive com o presidente Michel Temer, que é do seu partido. Quanto aos seus problemas de saúde, diz que todos estão sarados e que o último problema que teve foi uma pequena pneumonia, mas por causa do tempo (clima).

Roseana garante que sua posição definitiva sobre se será ou não candidata sairá ainda no segundo semestre deste ano. Seus aliados apostam que se ela disser sim as manifestações de apoio começarão a pipocar em todas as regiões do estado.

Veículos distribuídos para conselhos tutelares são da Citröen e foram entregues pela Concessionária Gran Luxe

Gerente da Gran Lux, Regina Diniz, fazendo a entrega dos veículos
A Gran Luxe, empresa pertencente ao Grupo Luz e revendedora dos veículos da marca Citröen, foi a empresa que forneceu os veículos entregues quinta-feira (23), pelo Ministério dos Direitos Humanos, para vinte conselhos tutelares no Maranhão. A entrega dos carros ocorreu numa solenidade que contou com a presença da ministra Luislinda Valois, no Palácio Henrique de La-Rocque, em São Luís.

Apesar da licitação nacional ter sido vencida pela montadora, todos os veículos foram revisados e adequados na concessionária local. Cada carro faz parte de um kit, que é composto também por cinco computadores, um refrigerador, um bebedouro e uma impressora multifuncional, que serão utilizados no trabalho com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. 

Os modelos fornecidos para esses conselheiros tutelares têm como principal diferencial a moderna tecnologia da indústria francesa, que possibilita ao veículo bom desempenho com máximo de economia de combustíveis, sem falar no conforto e na segurança dos seus usuários, daí porque o gerente comercial do Grupo Luz, Ângelo Gusmão, diz que eles são bem apropriados para esse tipo de serviço.

Os veículos foram adquiridos pelo Ministério dos Direitos Humanos (MDH) com recursos de emenda parlamentar do deputado Weverton Rocha (PDT) ao Orçamento de 2016. “Sou grata por presenciar este momento crucial na garantia dos direitos na infância e adolescência. Estes equipamentos têm como objetivo melhorar as condições de trabalho e o atendimento à população, de forma a proporcionar mudanças de vidas”, disse a Ministra.

Segundo Luislinda, é necessário promover ações que alcancem públicos específicos. “Precisamos atender os nossos pequenos sem esquecer das políticas públicas que contemplem as especificidades raciais e de gênero”, afirmou.

Aumenta o movimento de cargas no Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, segundo a Infraero

GIRO ECONÔMICO

O movimento de cargas no Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, segundo estatística da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), registrou um aumento 44,5% em fevereiro deste ano (101 toneladas) na comparação com o mesmo mês de 2016 (69,9 toneladas) e no acumulado dos dois meses, o aumento foi de 15,5%, com o registro de 175 toneladas este ano contra 151,1 em 2016, mas na soma dos dois aeroportos (capital e Imperatriz) houve uma queda no acumulado dos dois meses, apesar do desempenho positivo de fevereiro, pois houve mês passado um registro de 118 toneladas contra 101,4 de 2016, e nos dois meses, 217,3 toneladas este ano contra 204,8 do ano passado. 

A diferença deve-se à retração de Imperatriz, que em fevereiro passado registrou 17 toneladas contra 31,5 de 2016 e nos dois meses, 29,9 toneladas, este ano, contra 66,2 de 2016.

Um dos fatores que mais explicam este aumento no movimento de cargas na capital é a expansão do e-commerce, ou seja, cada vez mais pessoas estão fazendo suas compras fora do estado, o que faz crescer a demanda de transporte.

Histórico - O subprefeito do Centro Histórico, Fábio Carvalho, participa, quarta-feira (29), da sessão plenária da Associação Comercial do Maranhão, onde apresentará para a classe empresarial as ações que estão sendo desenvolvidas para recuperação e revitalização da Praia Grande e outros bairros da área tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Trata-se de um dos principais pontos de visitação turística da capital, mas que passa por momento delicado, com insegurança, falta de conservação etc.

Odebrecht - O condomínio Residencial São José, no município de São José de Ribamar, será o primeiro visitado pela equipe móvel da Odebrecht Ambiental, criada para levar orientação e solução de problemas às comunidades atendidas pela empresa, também em Paço do Lumiar. O atendimento nessa comunidade foi iniciado sexta-feira (24) e se estende até a próxima terça-feira (28). As equipes utilizam uma van equipada para esse tipo de atendimento que visa a aproximar mais ainda a empresa dos clientes.

Impostos - É quase certo que o pleno do Tribunal de Justiça vá rejeitar a ação da OAB-MA contra a lei estadual que elevou as alíquotas de ICMS, já que se trata de uma prerrogativa do governador esse tipo de reajuste. O julgamento será quarta-feira (29).



O pró-reitor de Extensão do IFMA, Fernando Carvalho de Lima, com o presidente da CDL de São Luís, Fábio Ribeiro, com quem debateu uma parceria voltada para o comércio. Também no registro, Antônio Froes (E) e José Pinto



Imperatriz - A partir deste domingo, o Aeroporto Prefeito Renato Moreira, de Imperatriz, terá horário de operações diferenciado. De segunda-feira a sábado, o terminal passará a funcionar de 1h às 19h e aos domingos, de 6h às 22h. O objetivo da mudança é atender a demanda das empresas aéreas que operam no Aeroporto de Imperatriz, de modo que a população continue contando com outras opções de voo. Atualmente, o aeroporto conta com cinco voos diários (três da Latam e dois da Azul). Em 2016, o terminal maranhense registrou 284.231 embarques e desembarques, e 6.292 pousos e decolagens.

Ecologia - Ao proferir palestra, sexta-feira (24), na Federação das Indústrias, o ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho, disse que o quadro dos rios maranhenses é preocupante, pela escassez de água, assoreamento e a poluição que atinge os principais cursos d’água. A bacia do Parnaíba, compartilhada com Piauí e Ceará, por exemplo, tem como importante afluente o rio Balsas, que apresenta níveis críticos de água, o que gera conflitos de uso, por isto defendeu a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba.

25 de mar de 2017

Petistas se agarram em bandeira tucana para verem Michel Temer fora da Presidência da República

Os saudosistas da dupla petista Lula e Dilma vivem um dilema sobre a possibilidade de Michel Temer (PMDB) ser julgado e condenado a perda do mandato pela Justiça Eleitoral. A ação é do PSDB, ou seja, foram os tucanos, e não os petistas e comunistas, que gritaram primeiro "fora, Temer", já que não aceitara o resultados da eleição de 2014, mas para o presidente sair é preciso que Dilma também seja condenada, e o PT, PCdoB e outros partidos esquerdistas se movimentam como podem para inocentá-la.

O problema é que se ela for inocente, então Temer, que foi seu vice (duas vezes) também é, assim como se este for culpado, por ter recebido propina de empreiteiras, ela também será, até porque foi quem mais recebeu e deu a ordens para empreiteiros pagarem e "companheiros" pegarem. 

O certo é que petistas, comunistas e outros istas se agarram a uma bandeira de coxinhas para verem Temer fora da Presidência.

Zé Sarney diz que o acusam pelo baixo IDH maranhense, mas no" Maranhão de todos nós", todos estão pior de vida

Em seu artigo deste fim de semana no jornal de sua propriedade, O Estado do Maranhão, o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) insinua que o Índice de Desenvolvimento Humanos (IDH) do "Maranhão de todos nós" pode aparecer menor do que foi quando Roseana Sarney era governadora.

Embora critique esse modo de medição do desenvolvimento, pois coloca um país como a China, que é o 3º maior Produto Interno Bruto (PIB) do mundo, em 90º lugar do seu ranking ou o Brasil que sai da   maior economia do Planeta para 79º em IDH, Sarney lembra que, com Roseana Sarney no governo, o Maranhão subiu de 0,631 para 0,678, em quatro anos, e lança um desafio: "Vamos esperar agora o Maranhão para todos".

Sarney, aliás, recorre aos números da Consultoria Tendências para afirmar que os indicadores do estado caíram 3,3% em 2015 e 6,9% em 2016, para dizer como é, na sua visão, o Maranhão de todos nós: "todos estão pior de vida, de emprego e sem possibilidade de trabalho".

O senador diz que quando assumiu o Governo do Maranhão, em 1966, ainda não havia sido instituído, pela ONU, o IDH, já que o desenvolvimento de um país, de um estado ou de município era medido pelo PIB, mas, mesmo assim, é responsabilizado por o Maranhão ter um dos piores IDHs do Brasil, há cinquenta anos. "Eu, e não todos os governadores que foram eleitos depois da criação do IDH, em 1990".

Depois da instituição do IDH, governaram o Maranhão, Edison Lobão (1990 a 1994), José Ribamar Fiquene (1994), Roseana Sarney (1995 a 2002), José Reinaldo Tavares (2002 a 2006), Jackson Lago (2007 a 2009), Roseana Sarney (2009 a 2014) e Flávio Dino (desde 2015).

Maranhenses começam a sentir, nas bombas, os efeitos de um ICMS maior sobre combustíveis reajustado pelo Estado

O Maranhão, que em fevereiro deste ano aparecia entre os dois estados onde o preço da gasolina era mais baixo no Brasil, agora está entre os quatro, com apenas uma semana da vigência da nova alíquota do ICMS, que aumentou de 25% para 26%, porém a maior diferença está no etanol, pois 14 estados apresentaram preços inferiores, esta semana, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e o óleo diesel, mesmo não tendo sofrido aumento de imposto, em oito estados aparece com preços menores.

De acordo com o levantamento da ANP, em fevereiro, apenas Pernambuco (R$ 3,44) tinha gasolina mais barata que a do Maranhão (R$ 3,52). No levantamento de março, pegando-se ainda os 15 dias sem aumento de imposto, o estado, com valor médio de R$ 3,51 o litro, também fica atrás de Pernambuco, onde o combustível custa R$ 3,41, porém o levantamento desta semana, já apresenta um crescimento no preço final do produto, que passou para uma média de R$ 3,54, empatado com o Piauí e o Distrito Federal, e atrás de São Paulo (R$ 3,50).

Com relação ao etanol, o preço do Maranhão (R$ 3,42) é mais alto que o dos estados de Alagoas (R$ 3,16), Amazonas (R$ 3,34), Bahia (R$ 3,10), Ceará (R$ 3,24), Sergipe (R$ 3,14), Santa Catarina (R$ 3,38), Rio Grande do Norte (R$ 3,19), Piauí (R$ 3,18), Espírito (R$ 3,41), Goiás (R$ 2,68), Mato Grosso do Sul (R$ 3,11), Paraíba (R$ 2,95), Paraná (R$ 2,74) e Pernambuco (R$ 2,94).

O óleo diesel (S10) do Maranhão (R$ 3,15), mesmo sem reajuste, o que seria motivo para não impactar aumentos de preços, conforme propaganda do Governo do Estado, é o nono mais caro do País, segundo a ANP. Estão com preços menores os estados da Bahia (R$ 3,10), Ceará (R$ 3,11), Minas Gerais (R$ 3,15), Rio Grande do Sul (R$ 3,13), Santa Catarina (R$ 3,09), São Paulo (R$ 3,09), Sergipe (R$ 3,06) e Tocantins (R$ 3,10).

Infraero coloca em operação definitiva a nova sala de embarques do Aeroporto Cunha Machado, de São Luís

GIRO ECONÔMICO

Entrou em operação definitiva quinta-feira (23), a nova sala de embarque do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luís, que tem área de 1.115 m², climatização e sanitários. Essa nova estrutura é destinada aos embarque remotos, visando a agilidade e ao conforto dos passageiros. Com essa melhoria, o fluxo do canal de inspeção ganhará novo layout, proporcionando mais agilidade ao embarque de passageiros. 

Além disso, a área terá espaço para 15 novos pontos comerciais, que serão licitados nos próximos meses. Segundo o superintendente Sérgio Kennedy Soares Freitas, a sala de embarque proporciona aumento dos níveis de serviços e conforto oferecido aos usuários do aeroporto, ampliando a percepção de passageiros, empresas aéreas e demais órgãos que atuam no local quanto aos serviços prestados pela Infraero.

Com esta inauguração, o terminal de passageiro do aeroporto da capital passa a oferecer mais conforto e segurança para os passageiros que desembarca na cidade em viagens de lazer ou negócios.

Bariloche - Para ir a Bariloche no inverno, o caminho mais fácil é por Teresina (PI), uma das 18 cidades onde a Azul fará conexão para voos diretos, de Campinas (SP), para este roteiro argentino. As conexões serão feitas também em Brasília (DF), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Joinville (SC), João Pessoa (PB), Bauru (SP), Petrolina (PE), Porto Alegre (RS), Ribeirão Preto (SP), Recife (PE), São José do Rio Preto (SP) e Uberlândia (MG).

Cidadão - O presidente da Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalém, recebeu na última quinta-feira (23), na Assembleia Legislativa, o diploma de cidadão honorário do Maranhão, por iniciativa do deputado Othelino Neto (PCdoB). Natural de Recife (PE), Mussalém é filho de uma família tradicional no ramo educacional, tendo como principais marcas o Colégio e a Faculdade Santa Fé. Como líder empresarial, antes da ACM, presidiu a Associação dos Jovens Empresários do Maranhão (Aje-MA).

Entrevista - A revista Maranhão Hoje que chega às bancas neste fim de semana traz uma entrevista com o deputado José Reinaldo Tavares, que fala sobre política, economia e de seus projetos para a eleição de 2018.

O professor Marcos Fábio Belo Matos, do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão, com diretora da Faculdade Santa Terezinha (FEST), Raimunda Dourado, a quem entregou exemplares da obra sobre sua tese de doutorado “Ecos da Modernidade: uma análise do discurso sobre o cinema ambulante em São Luís”

Previdência - O prefeito Cleomar Tema (Tuntum), que preside a Federação dos Municípios (Famem), não pretende correr riscos, por isto não vai adotar nem recomenda as prefeituras criarem um sistema próprio de Previdência Social para aposentadoria do seu funcionalismo, como ficou decidido na mexida da proposta que o Governo Federal encaminhou ao Congresso. Ele disse que vai esperar a decisão dos deputados e senadores, bem como do presidente Michel Temer, e passará a seguir a regra que for geral para o Brasil.

Abates - O secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, lança terça-feira (28) campanha para por fim a abates clandestinos de animais, principalmente bovinos, em São Luís, onde funcionariam pelos menos 16 estabelecimentos sem nenhuma certificação. Ele vai buscar apoio da Agência de Defesa Agropecuária (Aged) e Instituto de Defesa do Cidadão e do Consumidor (Procon) para fechar estabelecimentos e conscientizar a população sobre riscos da carne de origem duvidosa.

24 de mar de 2017

Revista mostra disputa entre Flávio Dino e Roseana para saber quem consegue se sair melhor como folião

A revista Maranhão Hoje que chega às bancas neste fim de semana traz em sua seção de Política uma ampla reportagem sobre o possível embate entre Flávio Dino (PCdoB) e Roseana Sarney (PMDB) pelo Governo do Estado em 2018, que seria um repeteco da eleição de 2010 em que ela saiu vencedora.

Num dos trechos da reportagem, MH mostra que entre eles há mais do que disputa política, mas também festeira, pois neste carnaval, o governador procurou de todos os meios mostrar, que, a exemplo de sua antecessora, também é bom de carnaval: dança com o povo, bate tambor, canta. 

O curioso é que as imagens parece terem saído com o objetivo de estabelecer uma comparação para saber quem conseguiu se sair melhor como folião estando à frente do Palácio dos Leões.

Senac abre oportunidade de estágio a universitários em São Luís, Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Maranhão (Senac-MA) lançou editais do processo seletivo para o Programa de Estágio 2017, com o objetivo de oferecer oportunidades de estágio a estudantes universitários das áreas de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Comunicação (Jornalismo ou Relações Públicas), Pedagogia e Psicologia. As vagas são destinadas às cidades de São Luís, Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês.

Para participar, o candidato deve estar cursando no mínimo 50% do curso e no máximo o antepenúltimo período correspondente à vaga concorrida; possuir o coeficiente de rendimento acadêmico de, no mínimo, 7,0 (sete); não ter reprovação em disciplinas do curso e ter sua Instituição de Ensino conveniada ao Senac no Maranhão. A carga horária diária do estágio corresponde a 04h, totalizando 20h semanais, com remuneração mensal de um salário mínimo (vigente no período), e os benefícios de vale transporte e seguro de acidentes pessoais.

Em São Luís, as inscrições devem ser realizadas presencialmente na Sede Administrativa do Senac, na Avenida dos Holandeses (Calhau), das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h30, até 31 de março. Nas unidades de Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês, as inscrições serão realizadas de 27 à 31 de março, em seus respectivos Centros de Educação Profissional.

Para conhecer os editais e o número de vagas disponibilizadas em cada cidade, os interessados devem acessar o site www.ma.senac.br.

Cleomar Tema considera complexo para as prefeituras um sistema de aposentadoria próprio dos servidores públicos

O prefeito Cleomar Tema (foto), de Tuntum, que preside a Federação dos Municípios, não vai adotar nem aconselha prefeitos a adotarem também, um sistema previdenciário próprio para aposentadoria do funcionalismo público, tal como ficou no texto alterado da reforma da Previdência Social, em tramitação no Congresso Nacional.

Tema acha o tema complexo, portanto prefere esperar o que vai ser dito no texto final da reforma geral para seguir o for aprovado pelo Legislativo e sancionado pelo Executivo Nacional.

O problema é que os servidores municipais e estaduais foram retirados das regras para aposentadoria, cabendo aos governadores e prefeitos adotarem suas próprias regras, o que deixou mutos gestores preocupados, pois caberá a eles correr o risco do desgaste com os futuros aposentados, conforme aquilo que vão propor às assembleias legislativas e câmaras municipais.

Além da complexidade, Tema diz que uma Previdência Municipal pode se tornar um problema futuro, com possíveis riscos de desvio de dinheiro do trabalhador, o que pode gerar desgastes para as prefeituras.

Iphan e Confederação Nacional dos Municípios debatem estratégias para gestão de cidades históricas

GIRO ECONÔMICO

Visando a aliar desenvolvimento, turismo e a preservação do Patrimônio Cultural, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM) firmaram parceria para consolidar uma rede de gestores e elaborar uma política nacional de gestão das cidades históricas e patrimônio mundial. O acordo será concretizado nos próximos dias 11 e 12 de abril, com a realização do 3º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, em Brasília (DF).

O evento envolverá instituições públicas federais e estaduais, gestores municipais e sociedade civil para discutir uma exploração turística adequada e a definição das responsabilidades para a estruturação dessas localidades enquanto destinos turísticos.

Semana passada, a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, esteve reunida com diretores das instituições municipalistas para discutir a contribuição do órgão ao evento e as experiências institucionais que deverão ser compartilhadas com a Rede Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial.

Terceirização - A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) divulgou, nesta quarta-feira (22), nota pública em que lamenta a aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 4.302/1998, que libera a prática da terceirização em todas as atividades da empresa. Na nota, a entidade pede que o presidente Michel Temer vete o projeto, pois para a entidade a lei agravará problemas como alta rotatividade dos terceirizados, elevado número de acidentes, além de gerar prejuízos para saúde pública e a Previdência Social.

Patrocínio - O Instituto Nordeste Cidadania lança edital para patrocínio de projetos este ano, podendo as inscrições serem feitas até 15 de abril, no site www.inec.org.br. Os recursos são destinados a projetos realizados nos nove estados nordestinos, além do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. Na análise, serão selecionados projetos que, prioritariamente, concentrem três segmentos: Educação, Arte e Cultura e Iniciação Profissional, que gerem sustentabilidade, promovam a cidadania e o respeito à vida.






A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, e seu diretor de Articulação e Fomento, Marcelo Brito, com o presidente da OCBPM, Mário Augusto Ribas, e a representante da CNM, Marta Feitosa (D), em encontro para debaterem gestão de cidades históricas


Seminário - O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, participa nesta sexta-feira (24), em São Luís, do Seminário de Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes, que será realizado na Federação das Indústrias, das 08h às 18h30. O ministro proferirá a palestra Água, Floresta e Clima na agenda ambiental do ministério do Meio Ambiente. Ainda nesta sexta-feira, o ministro participará do Encontro Estadual do Programa Água Doce do Maranhão, que será realizado na Secretaria de Agricultura Familiar (SAF).

Carne - Deputados da oposição pretendem jogar mais lenha na fogueira para sabrecar mais ainda a confiança internacional dos produtos de origem animal, com a protocolação do pedido da CPI da Carne, que certamente vai atrair o foco da imprensa, organizações não governamentais e outros segmentos interessados em esmiuçar as investigações da Polícia Federal, mas sem que sejam levadas em conta as consequências que isso pode gerar para o agronegócio a economia brasileira como um todo.

23 de mar de 2017

Técnicos da Conab orientam extrativistas vegetais de Pedreiras sobre Política de Garantia de Preços Mínimos

GIRO ECONÔMICO

Começou nesta quarta-feira (22) e prossegue até amanhã, a ação de técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em Pedreiras para tirar dúvidas de extrativistas quanto às regras de acesso à Política de Garantia de Preços Mínimos para Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio).

Os encontros proporcionarão também treinamento e capacitação aos beneficiários sobre o Sistema de Cadastro Nacional (Sican), obrigatório para pessoas físicas e jurídicas que tenham interesse em acessar os programas e políticas da companhia, resoluções de pendências documentais e o levantamento de possíveis problemas e buscas de soluções, inclusive junto aos órgãos parceiros.

A expansão da PGPM-Bio encontra dificuldades como a ausência de internet em algumas localidades e a emissão da nota fiscal exigida para comprovar a quantidade e o preço de comercialização do produto a ser subvencionado.

A Política garante preço mínimo ao produto extrativo. Quando o valor de mercado cai, o governo federal paga a diferença desde que seja comprovada a venda da produção por preço inferior ao mínimo fixado pelo governo federal.

Tutelares - A ministra de Direitos Humanos, Luslinda Valois, faz a entrega nesta quinta-feira (23), às 14h, no Palácio Henrique de La Roque, no Calhau, de vinte kits (compostos de veículos, computadores e impressoras) aos conselhos tutelares de Açailândia, Amarante do Maranhão, Axixá, Brejo, Buritirana, Coroatá, Cururupu, Davinópolis, Godofredo Viana, Icatu, Igarapé Grande, Itinga, Lago dos Rodrigues, Miranda do Norte, Mirinzal, Paulino Neves, Pedreiras, São Félix de Balsas, São João do Caru e Trizidela do Vale.

Empreendedor - Com o objetivo de fomentar a cultura empreendedora entre estudantes das redes pública e privada, será realizada até esta sexta-feira (24), a Semana do Jovem Empreendedor, que tem como tema “Empreendedorismo na prática”, numa iniciativa da Associação dos Jovens Empresários do Maranhão (Aje-MA). Cada escola participante formará equipe de cinco alunos que terão que vender brigadeiro entre os dias 27 e 31 de março e resultado da competição será divulgado dia 31 na Escola de Formação Gerencial (EFG).

Mateus - O Banco da Amazônia liberou um financiamento de R$ 8,7 milhões ao Grupo Mateus para aquisição de maquinários que serão utilizados na expansão de sua rede supermercadista no estado do Pará.









Na Recepção aos novos residentes do São Domingos, a diretora Glauce Palácio (E) fala da estrutura e do projeto de expansão do hospital, que hoje é uma referencia nacional em serviços de alto complexidade


EstágioO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) lançou editais do processo seletivo do Programa de Estágio 2017, voltado a estudantes universitários das áreas de Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Comunicação (Jornalismo ou Relações Públicas), Pedagogia e Psicologia. As vagas são destinadas ocupadas nas cidades de São Luís, Imperatriz, Bacabal, Caxias e Santa Inês. Para participar, o candidato deve comprovar estar cursando, no mínimo, 50% do curso.

Cachaça - A Cachaça Melicana está expandindo a sua presença na região Nordeste, onde pretende disputar o segmento premium de aguardentes. Os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Maranhão, Bahia, Piauí e Ceará são o foco da empresa neste primeiro momento. “Com o nosso mix de produtos, temos potencial para atender deste o pequeno até uma grande rede de supermercado”, declara Lélida Maria Cardoso de Oliveira Assis, sócia proprietária da cachaçaria mineira.

22 de mar de 2017

Cesta básica de alimentos em São Luís é uma das mais baratas do Brasil, segundo pesquisa do Dieese

GIRO ECONÔMICO

Em fevereiro de 2017, a cesta de alimentos básicos, em São Luís, aumentou 0,14% em comparação com janeiro e custou R$ 354,45, ficando como a sexta capital brasileira com o menor custo para o conjunto básico de alimentos, entre as 27 pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Com base nesses dados, o trabalhador ludovicense, cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou cumprir jornada de trabalho, em fevereiro, de 83 horas e 13 minutos, maior que o tempo necessário em janeiro, de 83 horas e 07 minutos. Em fevereiro de 2016, a jornada era de 88 horas e 49 minutos. 

Em fevereiro, o custo da cesta em São Luís comprometeu 41,12% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). O percentual exigido foi de 41,06%. Já em fevereiro de 2016, o comprometimento foi de 43,88% do salário mínimo.

Lojistas - A Superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Maranhão, Léa Cristina da Costa Silva, participa nesta quarta-feira (22), a partir das 12h, no Grand São Luís Hotyel (Centro), da primeira sessão plenária da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL). Além importância do tema, o presidente da entidade, Fábio Ribeiro, aguarda um comparecimento maciço dos associados porque, na oportunidade, apresentará que a entidade vai desenvolver no exercício de 2017.

Água  - Até sexta-feira (24), o Parque Botânico Vale, no Anjo da Guarda, vai oferecer a seus visitantes uma agenda de atividades voltada o Dia da Água, comemorado nesta quarta-feira (22). Com o tema "Água e suas utilidades para o desenvolvimento sustentável", a Semana da Água contempla atividades como palestras, apresentação teatral e apresentação do ciclo da água. As 19 peças que compõem a mostra são assinadas pelo alagoano José Melo dos Santos e retratam cenas do cotidiano maranhense. 

Pacote - O Brisamar foi o hotel escolhido pela companhia aérea Azul para formação do pacote que será oferecido no período das férias de julho. Nele, o cliente vai encontrar diária individual de R$ 211, para cinco noites (veja reportagem ao lado).



A Federação do Comércio foi diplomada pela Associação Comercial do Maranhão como parceira da premiação Empresa do Ano. No registro, o seu presidente em exercício, Marcelino Ramos, com o vice-presidente da ACM, Fabrízio Duailibe


Conciliação - Numa parceria com a Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Comercial do Maranhão, a Federação das Associações Empresariais do Maranhão (Faem) realizará, de 03 a 07 de abril, o 7º Mutirão da Conciliação Empresarial. Para participar, a empresa deve encaminhar à Câmara de Mediação e Arbitragem da Associação Comercial do Maranhão pendências com clientes e fornecedores.

Telefonia - A Tim reformulou seu portfólio de planos pré-pagos lançado em outubro de 2015 e agora os usuários têm mais internet – a franquia mínima passa a ser 1GB – pelo mesmo preço, além de contarem com outros benefícios como WhatsApp à vontade, serviço de streaming de música e pacotes de voz. As novas ofertas Tim Pré possibilitarão uma melhor experiência de uso, permitindo que os consumidores naveguem à vontade na maior rede 4G do Brasil, presente em mais de 1.200 cidades.

Justiça leva quase um ano para julgar uma divergência de preços por um quilo de tomates em supermercado

Nada contra alguém recorrer aos seus direitos, mas é, no mínimo, curioso, num país em que se critica tanto sobrecarga de ações que acaba gerando lentidão da Justiça, como uma suposta divergência de preços por um quilo de tomates, em um supermercado de Balsas, tenha consumido quase um ano de trabalho do Poder Judiciário para ao final aplicar uma multa de R$ 2 mil à empresa varejista.

O fato é o seguinte: em maio de 2016, um cliente de uma das lojas do Mateus Supermercados em Balsas constatou, ao chegar em casa, que um quilo de tomate, que pensava custar R$ 2,88, foi vendido a R$ 5,68. O cliente diz que tentou junto à empresa corrigir o erro, mas não teve sucesso e ainda teria sido constrangido pelas demais pessoas que estavam na fila do caixa, porque a discussão estaria retardando o atendimento dos demais.

Resultado: o caso gerou uma ação judicial e foi levado para julgamento na 3ª Vara Cível de Imperatriz, distante cerca de 200 quilômetros do local do ocorrido. Não se sabe quantas audiências foram necessárias até o julgamento final, tampouco quanto importou despesas com deslocamento, alimentação etc do autor da ação para ir até a cidade onde a questão foi decidida, porém certo é que o juiz (cujo nome não foi divulgado) resolveu aplicar uma pena à empresa, impondo uma multa de quase 2 mil vezes o valor do produto comercializado.

Diz a sentença: “O pedido da requerente, quanto a indenização por danos morais, encontra guarida no Art. 5º da Constituição Federal, que versa que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação. Já o Código de Defesa do Consumidor relata que, na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça (…) O consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais, salvo hipótese de engano justificável”.