3 de mar de 2017

Clínicas vão continuar prestando serviços de hemodiálise em Imperatriz, apesar de dívida acumulada desde 2015

A Clínica de Nefrologia de Imperatriz e a Clínica de Doenças Renais, ambas da cidade de Imperatriz (na região tocantina), mesmo reclamando dívidas que se acumulam desde julho de 2015, concordaram em continuar prestando serviços à Prefeitura, para atendimento da população, após reunião realizada nesta quinta-feira (02) com representantes do Ministério Público e da Administração Municipal.

Segundo o promotor Newton Bello Neto, da Curadoria de Justiça Especializada em Saúde de Imperatriz, a intervenção do Ministério Público foi necessária porque havia risco de paralisação das sessões de hemodiálise realizadas pelas clínicas, que são contratadas pelo Município para atender pacientes do SUS.

As clínicas ameaçaram suspender as sessões por conta de débitos do município referentes ao período de julho de 2015 a novembro de 2016, o que corresponde a um saldo devedor de R$ 839.415, 63, para a Clínica de Nefrologia, e de R$ 588.522,78, para a Clínica de Doenças Renais.

A Prefeitura assegurou que o pagamento da dívida, ou pelo menos parte dela, será honrado, sendo que nesta sexta-feira (03) já seriam quitadas as parcelas referentes a janeiro deste ano. Com relação a dezembro de 2016, o pagamento será creditado até dia 09 de março, após audiência na Câmara de Mediação em Direito da Saúde (Cameds), no âmbito da Justiça Federal. Quanto ao restante da dívida, o município apresentará proposta de parcelamento do valor. Leia mais em Maranhão Hoje.

Nenhum comentário: