3 de mar de 2017

Consórcio pode ser a grande opção para quem pretende adquirir casa, diz diretora da Associação de Muturários

GIRO ECONÔMICO

Com a mudança das regras dos financiamentos habitacionais e aumento das taxas de juros, os consórcios ganharam força no mercado imobiliário. Com uma proposta de aquisição a médio e longo prazo e sem a cobrança de juros nas parcelas, o consorcio passa a ser uma excelente opção para quem quer adquirir a casa própria, como destaca a diretora executiva do escritório de representação da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH), Ana Cristina Brandão Feitosa. 

Segundo ela, a adesão deve se dar através da procura de uma empresa que esteja devidamente habilitada junto às autoridades competentes. “Os consórcios são regulados por lei própria e não se enquadram nas regras do Sistema Financeiro da Habitação, porém o consorciado poderá utilizar o saldo em conta de FGTS para dar um lance”, ressalta.

Cristina destaca que é importante o consorciado saber que se desistir somente receberá o valor pago ao final do consórcio. “Por isso não se indica fazer planos curtos com o valor que poderá ser devolvido, já que não o terá imediatamente após desistir do consórcio”.

Gestão - Diretor de um dos maiores grupos empresariais do Estado, o FC Oliveira, fabricante de produtos de higiene, limpeza, açúcar e embalagens de papelão; revenda de motocicletas; distribuição de combustíveis; veículos de comunicação; e agropecuária, Francisco Nagib (PDT) ainda não conseguiu se habituar às regras da gestão pública em Codó, onde foi eleito prefeito. Por isto, na ânsia de acertar, que querer fazer o melhor, tem trombado nas limitações impostas a quem governa município, estado e até a União.

Desativação - Depois do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste, o Banco da Amazônia também anuncia o fechamento agências no Maranhão, onde três unidades poderão ser extintas: Guajajaras (São Luís), Bacabal e Açailândia. O encerramento das atividades dessas agências pode representar um dano a direitos dos usuários e clientes, principlamente Bacabal e Açailândia, onde vai deixar de existir, prejudicando sua clientela, que terá que se deslocar para as cidades mais próximas: Santa Inês e Imperatriz, respectivamente.

Presídio - As empresas interessadas em participar da concorrência já podem retirar o edital para construção do primeiro presídio de segurança máxima do Estado na Comissão de Licitação. Quem se habilitar terá de entregar a obra 12 meses depois da ordem de serviço.



O presidente da indústria Psiu, Francisco da Rocha, que este mês recebe o diploma de Empresa do Ano 2016, comemora o sucesso do seu novo produto, o Guaraná Tropical, que tem sido um sucesso de vendas em supermercados, mercearias, bares e restaurantes


Fraternidade - A Campanha da Fraternidade deste ano certamente vai ser muito debatida entre agropecuaristas, pois o tema diz respeito a uma das principais ameaças com a expansão de seus negócios: a preservação dos biomas. Para o presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Sergio da Rocha, é preciso valorizar, defender a vida e a cultura dos povos e refletir sobre as causas dos problemas que afetam os biomas, como desmatamento, poluição da natureza e das nascentes etc. 

Veículos - Com quatro dias úteis a menos que janeiro, fevereiro encerrou com queda de 8,57% na venda de veículos. Automóveis e comerciais leves, somados, fecharam fevereiro com vendas 7,77% menores, porém, a média diária de vendas foi 12,7% maior. De acordo com o levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os emplacamentos de todos os segmentos somados apresentaram queda de 8,57% no comparativo com janeiro. Foram 204.938 unidades contra 224.138 de janeiro.

Nenhum comentário: