13 de mar de 2017

Empresas de ônibus querem que motoristas paguem peças danificadas pelo excesso de buracos nas ruas de São Luís

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaías Castelo Branco, em entrevista ao repórter João Ricardo, no programa Abrindo o Verbo da Rádio Mirante AM, na tarde desta segunda-feira (13), denunciou os proprietários das empresas de ônibus de virem cobrando dos seus motoristas as despesas por peças danificadas.

Segundo ele, a situação ficou mais complicada por conta da grande quantidade de buracos existentes nas pistas de São Luís. Como a precariedade do asfalto aumentou consideravelmente, aumentou o número de acidentes, com pneu cortados, amortecedores estourados e outras parte da mecânicas danificadas, cuja despesa é cobrada dos motoristas. 

Ele disse que vai fazer uma reclamação ao Ministério Público do Trabalho para que as empresas deixem de descontar nos salários dos seus motoristas os gatos com aquisição e reposição de peças.

O sindicalista informou ainda que entre janeiro e fevereiro foram registrados 122 assaltos a ônibus, o que dá uma média de 2,06 por dia. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Nenhum comentário: