11 de mar de 2017

Expoema fica inviabilizada em Bacabal e Associação dos Criadores pode levar evento para a cidade de Santa Inês

A Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), que estava programada para ser realizada este ano em Bacabal, poderá ser levada para o município de Santa Inês.

A informação é do presidente da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça, que diz vir encontrando uma série de dificuldades para montar o evento na região do Mearim, que vão de problemas operacionais a políticos, portanto a melhor alternativa é levá-lo para a região do Pindaré.

Uma das maiores dificuldades encontradas em Bacabal diz respeito ao parque de exposição. A exemplo do Independência, em São Luís, que era cedido em regime de comodato à Ascem, o imóvel de Bacabal pertence ao Governo do Estado, que o cedeu, também em comodato, à Associação dos Criadores do Mearim, presidida pelo prefeito José Vieira, e este se recusa a devolvê-lo, pois alega ter feito investimentos com recursos próprios e cobra indenização se o Estado tentar reavê-lo, ou seja, a parada está sendo mais dura do que foi na capital, quando o governo rompeu unilateralmente um contrato que estaria vigendo até 2022 e por decisão judicial recebeu o parque de volta, que está em estado de abandono.

Na cidade de Santa Inês, diz Ivaldeci Mendonça (foto ao lado), há um parque com área compatível para o evento, desembaraçado judicialmente, portanto tudo indica que a exposição será levado para esta cidade. Mendonça diz que sua intenção é fazer da Expoema um evento itinerante, e pretendia começar pela região do Mearim por conta de sua tradição pecuária.

Ele acredita que, pela proximidade com Bacabal, Santa Inês oferecerá as mesmas condições para sucesso do evento, como acesso de expositores e visitantes de várias regiões do Maranhão e outros estados, serviços de hotelaria e outros.

Nenhum comentário: