19 de mar de 2017

Petrobras reajusta preço do gás de cozinha e aumento já deve ser sentido a partir da próxima terça-feira

GIRO ECONÔMICO

A Petrobras reajustou em 9,8% os preços dos botijões de até 13 kg de gás liquefeito de petróleo para uso residencial (GLP P-13), que entrará em vigor à 0h de terça-feira (21). O último reajuste realizado pela companhia foi em 1º de setembro de 2015. A empresa alertou que a correção não se aplica ao GLP de uso industrial e destacou ainda que as revisões dos preços feitas para as refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor, uma vez que, de acordo com a legislação, há liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. “Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, apontou a empresa na nota de informação do aumento.

Pelos cálculos da companhia, se o reajuste for repassado, integralmente, aos consumidores, o preço do botijão de GLP P-13 pode ter alta de 3,1% ou cerca de R$ 1,76, se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. 

Ainda conforme a nota, o ajuste foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos.

Empregos - Apenas duas capitais de estados nordestinos tiveram desempenho positivo no saldo de empregos de fevereiro, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged): João Pessoa (PB), com 72, e Fortaleza (CE), com 429, e das com saldo negativo, Maceió (AL) aparece com pior desempenho (-2.297), seguida de Salvador (BA), com -2.271, e São Luís (MA), com -1.641. Teresina (PI) ficou com -657, Recife (PE) com -521, Natal (RN) com -278 e Aracaju (SE) com -205.

Japão - De quinta-feira (23) a sábado (25), será realizada, no Centro de Ensino Médio, Profissionalizante e Superior (Cemp), na Rua Rio Branco (Centro), a Semana do Japão no Maranhão, com demonstração e oficinas de Ikebana (arranjo floral), Origami (dobradura de papel), arte marcial, Yukata (vestimenta típica de verão), Mangá (história em quadrinhos), dança folclórica e taiko (tambor). A promoção do Consulado do Japão em Belém e Fundação Japão, com o apoio da Associação Nipo-Brasileira do Maranhão e Tory Brindes.

Luís Augusto - Depois da operação da Polícia Federal desta sexta-feira (17) nos mais famosos frigoríficos do país, sempre que um vendendo de açougue lhe oferecer presunto Luís Augusto é melhor confiar, pois se for Sadia, nem a pau, Juvenal. 








Francisco da Rocha (E), da Psiu, e Benjamim Oliveira, da Termaco, disputaram o diploma de Empresa do Ano (categoria Grande Empresa) em que o primeiro foi vencedor e diplomado quarta-feira (15)


Turismo - O presidente da Federação das Indústrias (Fiema), Edilson Baldez, apresentou ao secretário estadual de Turismo, Diego Galdino, uma série de sugestões com vistas a melhorar o movimento turístico na capital, que está muito baixo: estruturação da Praça Dom Pedro II (ponto inicial do City Tour no Centro Histórico), priorizar como roteiros locais que tenham condições de visitação e uma intervenção emergencial no Centro Histórico, além de buscar junto às companhias aéreas aumento de voos para São Luís.

Reconhecimento - Na moção de aplausos ao empresário Zeca Belo, apresentada na Assembleia Legislativa, o deputado Max Barros parabeniza a iniciativa de criar o Sindicato da Indústria de Construção de Obras Rodoviárias do Maranhão (Sindicor) para substituir o Sindicato da Indústria de Construção Pesada (Sincopem). O novo sindicato, segundo o parlamentar, congrega construtoras que valorizam a mão de obra local, desenvolvem tecnologias e trazem trabalho, renda, progresso e desenvolvimento ao Maranhão.

Nenhum comentário: