5 de abr de 2017

Agências da Caixa Econômica Federal vão abrir neste sábado para pagamento de FGTS das contas inativas

Mais de 2 mil agências da Caixa Econômica Federal vão abrir neste sábado (08), das 9h às 15h, exclusivamente para pagamento de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O início do saque para os 7,7 milhões de brasileiros nascidos em março, abril e maio estava previsto para a próxima segunda-feira (10), mas foi antecipado pelo banco.

O valor total disponível para saque ultrapassa R$ 11,2 bilhões e equivale a 26% do total. Nos dias 10, 11 e 12 de abril, as agências abrem duas horas mais cedo, também para atendimento exclusivo. No sábado, cerca de 2,3 milhões de trabalhadores (30% do total) receberão automaticamente o crédito em suas contas na Caixa.

Segundo a vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Deusdina Pereira, a estratégia de antecipar o atendimento da segunda fase levou em conta diversos fatores técnicos. Nessa segunda fase dos saques, o número de beneficiados é maior em relação à primeira (para nascidos em janeiro e fevereiro). “Quando divulgamos o calendário das contas inativas, em fevereiro, já estávamos trabalhando para garantir essa abertura antecipada em abril”, esclarece.

Entre 10 e 31 de março, a Caixa registrou o pagamento de mais de R$ 5,9 bilhões relativos às contas inativas do FGTS. O valor equivale a 85% do total de R$ 6,96 bilhões inicialmente previstos para essa fase. Mais de 3,7 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro já fizeram o saque (77% do total).

FeirasO secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, pretende pôr fim a uma cena dramática assistida por quem frequenta as feiras de São Luís: o sacrifício de animais, principalmente aves, na frente dos clientes. Ele estuda impor uma regra para que todos os animais sejam levados abatidos para serem comercializados. No entendimento do secretário, esse tipo de prática agride as pessoas, embora todos saibam como é o procedimento para o consumo de carne.

Receita Os servidores públicos estaduais vão ter que ser bastante convincentes para reivindicar reajuste de salários, pois estudo da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que o Governo do Maranhão compromete 52,9% (45% com pessoal da ativa) de sua receita com o funcionalismo, ou seja, se der aumentos não demora alcançar o limite máximo de 58% impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com o estudo, apenas 13 das 27 unidades da Federação estão dentro desse limite.

Recuperação A agência do Banco da Amazônia de Estreito conseguiu recuperar em março um volume acima de R$ 111,9 milhões, mediante a negociação do um contrato de recurso obrigatório (ROB) e o primeiro contrato rural (CPR). A meta anual é  R$ 16188 milhões.




O ex-prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo assume nesta quinta-feira (06) o cargo de deputado federal, como substituto de Julião Amin, que retorna à Secretaria Estadual do Trabalho. No registro, recebendo os cumprimentos do presidente Rodrigo Maia (E)

Médicos A Associação Médica do Maranhão realizou nesta quarta-feira (05), no Restaurante Oak Wine, uma confraternização com as presenças do presidente da Associação Médica Brasileira, Florentino Cardoso, e do seu vice, Lincoln Ferreira, que vieram a São Luís, especialmente para este encontro. O oftalmologista Mauro Cesar Oliveira, presidente da Associação Médica do Maranhão, foi o anfitrião do evento, do qual participaram representantes de todas as associações de especialidades médicas do estado.

Eleitor Terça-feira à noite, na solenidade de abertura da exposição File Brasil, no Centro Cultural da Vale, no Centro Histórico, ao apresentar o empresário Felipe Mussalém, presidente da Associação Comercial do Maranhão, ao presidente da mineradora Vale, Murilo Ferreira, o governador Flávio Dino (PCdoB), fez a seguinte observação: “este aqui, vez por outra, divulga notas criticando o meu governo, mas eu não me importo, pois tenho a convicção de que ele votou em mim e continuará sendo meu eleitor”.

Nenhum comentário: