9 de abr de 2017

BNB adota juros especiais para financiamento de projetos empresariais pelo Fundo Constitucional do Nordeste

GIRO ECONÔMICO

O Banco do Nordeste está operacionalizando o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) com juros menores. Para as empresas com renda anual de até R$ 90 milhões, os juros caíram para 8,55% ao ano, que, considerando o bônus de adimplência de 15% ficam em 7,27%. Para rendimentos acima de R$ 90 milhões, os encargos passaram para 10,14%, ficando em 8,62% com o bônus de adimplência. Para capital de giro e comercialização em empresas com faturamento de até R$ 90 milhões, as taxas são de 13,08% (11,11% com bônus de adimplência). 

Nos casos de rendimento acima de R$ 90 milhões, os juros caíram para 15,23% (12,94% com bônus); para atividades incentivadas (projetos de ciência, tecnologia e inovação), 7,65% ao ano, ficando em 6,50% com o bônus de adimplência para as com faturamento de até R$ 90 milhões, e de 7,69% para as de faturamento superior.

O acesso aos recursos do FNE com taxas reduzidas representa um potencial dinamizador para a economia regional, visto que beneficiará empresas de todos os portes e segmentos.

Frigorífico - Com o anúncio da adequação do Porto Itaqui para ser uma porta de saída de carne ao mercado internacional, os frigoríficos maranhenses precisam se credenciar junto ao Ministério da Agricultura como exportadores para que o Maranhão não seja apenas uma passagem da produção vinda de outros estados, principalmente do Centro-Oeste. Apenas uma empresa tinha esse credenciamento, o Eldorado, de Nelson Frota, localizado em Igarapé do Meio e que hoje é arrendado para a Fribal.

Escolas - Em nota distribuída neste fim de semana, o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Maranhão (Sinepe) sai em defesa dos associados que tiveram seus nomes divulgados pelo Procon-MA sob acusação de superfaturando de suas mensalidades, na qual afirma que cabe, somente à Secretaria de Direitos Econômicos do Ministério da Justiça, fiscalizar preços das escolas privadas, bem como requerer planilhas de custos para definição de mensalidades, conforme previsto na Lei Federal 9.870.

Pátio Norte - O Pátio Norte Shopping, localizado na Estrada de Ribamar (próximo ao Maiobão), preparou para este domingo (09) uma grande recepção ao Coelhinho da Páscoa, que chega às 16h30. Trata-se de mais um evento para atrair público para o seu interior e aquecer as vendas dos lojistas ali instalados.








Na abertura do Festival Gastronômico Delícias do Mar, José Ahirton Lopes (Senac), Rachel Jordão (Sebrae-MA) e Raimundo Coelho (Federação da Agricultura)


Fecoimp - O Sistema Federação do Comércio (Fecomércio), mais uma vez, será parceiro da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII) na organização da Feira do Comércio e da Indústria de Imperatriz (Fecoimp), que será realizada em setembro. Sexta-feira (07), ao receber uma delegação da ACII, o presidente da Federação, José Arteiro da Silva, confirmou a participação dos dois órgãos vinculados ao Sistema, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Reserva - Nunca oficializada pelo Instituto Chico Mendes, a reserva de Tauá-Mirim tem tudo para não sair do papel, depois de fechado os entendimentos entre a chinesa CCC e o Grupo WTorre para construção de um Terminal de Uso Privado (TUP) em São Luís. Embora defendida com ardor por ambientalistas, alguns segmentos políticos de “esquerda” e moradores da área, a reserva tem área superior a 18 mil hectares e se estende até a zona portuária, o que para o empresariado pode travar o desenvolvimento do Maranhão.

Nenhum comentário: