12 de abr de 2017

Em nota de desagravo a Flávio Dino, Partido Comunista critica órgãos que investigam os crimes da Lava Jato

Ex-juiz federal, Flávio Dino foi citado como um
dos que teriam recebido dinheiro da Odebrecht
Na nota distribuída nesta quarta-feira (12) em desagravo ao governador Flávio Dino, citado na lista dos que serão investigados por terem se beneficiado do esquema da Lava Jato, a direção estadual do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) critica o Ministério Público Federal, o Supremo Tribunal Federal e os demais órgãos que investigam os desvios de conduta de políticos citados nas delações de dirigentes da Odebrecht por estarem " numa cruzada político-ideológica que atropela as Leis e a Constituição".

A nota é encerrada com uma contundente defesa à honra do governador. "Flávio Dino, uma vida limpa e honrada". 

Eis a íntegra da nota:

Partido Comunista do Brasil
Comitê Estadual do Maranhão

Nota 

O Partido Comunista do Brasil vem a público manifestar absoluta solidariedade ao governador Flávio Dino, vítima de citação injusta por suposta prática ilícita que jamais cometeu.
A acusação descabida realça aos olhos do Maranhão e do Brasil os excessos da chamada Operação Lava Jato, que no correto combate à corrupção infelizmente se transforma, em muitos aspectos, numa cruzada político-ideológica que atropela as Leis e a Constituição.
A acusação feita ao governador Flávio Dino é totalmente sem sentido, irreal. Ele jamais relatou o projeto de lei citado como também jamais recebeu qualquer contribuição da empresa Odebrecht, tampouco a suposta senha mencionada.
Da própria fraqueza da denúncia emerge forte e cristalina a verdade: Flávio Dino, uma vida limpa e honrada.

Direção Estadual do PCdoB

Nenhum comentário: