11 de abr de 2017

Incluído pelo MPF na lista dos que reberam patrocínio da Odebrecht, Flávio Dino diz que tem vida limpa e honrada

“Tenho consciência absolutamente tranquila de jamais ter atendido a qualquer interesse da Odebrecht nos cargos que exerci nos 3 Poderes. Se um dia houver de fato investigação sobre meu nome, vão encontrar o de sempre: uma vida limpa e honrada. Tenho certeza de que a verdade vai prevalecer, separando-se o joio do trigo”. Esta foi a resposta dada pelo governador nas redes sociais após ter seu nome citado na lista enviada pelo Ministério Público Federal ao Supremo Tribunal Federal sobre os delatados por diretores da Odebrecht, que é alvo da Operação da Lava Jato.

O governador não aprofunda a explicação, pois do que está sendo acusado não é de ter beneficiado a Odebrecht, mas de ter se beneficiado dela, isto é, teria recebido dinheiro da construtora, via PCdoB, na campanha para governador em 2014. Flávio Dino vai ser investigado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) porque não tem foro privilegiado no Supremo.

Além de Flávio Dino, constam na na lista os nomes do deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), o senasor Edison Lobão (PMDB), que é ex-ministro de  Minas e Energia de Lula e Dilma; e o advogado Ulisses de Sousa, ex-procurador do Estado.


Nenhum comentário: