29 de abr de 2017

Na Atenas do Brasil, Edivaldo Holanda assume presidência honorária de Academia de Letras e Felipe Camarão ganha dupla imortalidade pelo seu trabalho como intelectual

O intelectual Edivaldo Holanda agora está para a Academia Ludovicense de
Letras como Machado de Assis está para a ABL e Antônio Lobo para a AML
O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), pode se considerar um fenômeno no campo intelectual, mesmo sem nunca ter militado nos meios literário e artístico nem mesmo ter exercitado a advocacia, apesar de advogado, pois sempre foi político (vereador, deputado federal e agora gestor pela segunda vez da capital maranhense).

A partir de agora, no entanto, ele pode estar para a Academia Ludovicense de Letras no mesmo patamar em que estão Machado de Assis para a Academia Brasileira de Letras (ABL) e Antônio Lobo, para a Academia Maranhense de Letras (AML), sendo que este são dois intelectuais de cultura inquestionável.

Na noite desta sexta-feira (28), num ato que surpreendeu boa parte da intelectualidade maranhense e de quem acompanha as atividades desta instituição de cultura, a Academia Ludovicense de Letras (ALL) resolveu outorgar Sua Excelência o prefeito com o cargo de presidente honorário, ou seja, a partir de agora, a ALL passa a ser conhecida como a Casa de Edivaldo Holanda, assim como a ABL é a Casa de Machado de Assis e a AML, a Casa de Antônio Lobo. Pelo menos é o que se deduz com uma distinção reservada a quem realmente dignifica um órgão pelas suas contribuições para fortalecer sua missão e que, neste caso, foi criada especialmente para ele. Nenhum outro poderá ter a mesma distinção. É um risco muito grande para uma instituição que pretende ser cultural uma homenagem desse tipo, levando-se em conta que homenageado vive só e para a política.

Felipe Camarão prepara-se para assumir dupla imortalidade, na ALL e IHGM
Em seu discurso de posse como presidente honorário da AML, Edivaldo fez um grande esforço intelectual para enaltecer a entidade que o imortalizou: "Embora jovem, essa academia já constrói uma grande história homenageando escritores importantes do passado na mesma medida em que congrega personalidades atuais que mostram que a cultura da nossa cidade permanece viva".

Outro fenômeno no meio intelectual foi revelado, também na sexta-feira, pelo secretário estadual de Educação, Felipe Camarão, que na mesma solenidade tomou assento na Academia Ludovicense de Letras e no Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), deixando para trás escritores, poetas, historiadores, pesquisadores e outros que se dedicam a reconhecidos trabalhos no campo intelectual. É provável que nunca no Brasil alguém tenha sua intelectualidade tão enobrecida quanto a de Felipe Camarão, e ele, certamente, estará comprometido a mostrar que sua dupla imortalidade não será em vão. 

Com estas duas decisões, a ALL e o IHGM mostram para o Brasil por que São Luís é conhecida como Atenas do Brasil: é porque teve um passado de glórias.

Um comentário:

Leopoldo Vaz disse...

Meu Caro Jornalista, primeiro, minha admiração pelo seu trabalho; permita-me, como membro da ALL, prestar-lhe um esclarecimento, já que, como Jornalista, não se preocupou em ouvir as partes, antes de colocar sua opinião... A ALL tem mais de tres anos de fundada, já; sempre que há uma atividade, costumo i9nformar à imprensa, dentre aqueles, Vossa Senhoria; portanto, não pode alegar que a desconheça... apenas ignora... segundo, por força estatutária, o Prefeito de São Luís é seu Presidente Honorário; eventualmente, o sr. Edivaldo Holanda Junior é o prefeito eleito do municipio; logo, reconhecido seu direito de receber o titulo a quem de direito; novo prefeito, novo reconhecimento, visto ser estatutário... seu 'mandato', vamnos assim dizer, dura o mandato da função que exerce, de mandatario máximo do municipio. Ponto! Sua opinião é, e deve, ser respetada, mas também a informação que passa, além da posição que toma, de cunho politico, deveria ser a correta, ouvindo a ALL do motivo que concedeu o titulo honorifico... A era da pós-verdade instala-se no dito jornalismo maranhense, pois... onde não se fazem as conbsultas necessárias para se propagar as verdades...
Quanto ao Sr. Felipe Camarão, ele se inscreveu, dentro das normas estatutarias e regimentais, e foi acolhido com a quantidade de votos necessárias para sua eleição; à cadeira que conceorreu, houveram outros candidatos, a\ssim como as o0utras tres vagas abertas... Vossa Senhoria, se o desejasse, poderia ter feito o mesmo... Concorrer à uma vaga, apreesentando, dentro do exigido, suas credenciais. O fez? não... ele fez...
Sempre que tiver alguma duvida sobre a ALL, por favor, ouça-nos; informo que a atual presidente é a Poetisa, Profa. Dra. Dilercy Aragão Adler...