23 de mai. de 2017

Altas taxas de juros inibem empresários de contrair empréstimos, revela pesquisa da CNDL em 27 capitais

GIRO ECONÔMICO

As altas taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras são o principal motivo para os empresários dos ramos do comércio e serviços não buscarem crédito para investir e desenvolver seus negócios. A constatação é de uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com empresários de todos os portes nas 27 capitais. 

De acordo com o levantamento, entre aqueles que nunca recorreram a empréstimos e financiamentos, quatro em cada dez (38%) atribuem a decisão ao fato de considerarem os juros elevados. A burocracia no processo de aprovação de um empréstimo foi citada por 12% dos entrevistados.

Outro motivo é que 44% desses empresários conseguem manter a operação da empresa com recursos próprios. No total, 58% dos varejistas nunca utilizaram, ou ao menos buscaram, crédito na forma de empréstimos ou financiamentos.

Itaqui - O Porto do Itaqui registrou em abril recorde de movimentação de soja para um único mês, com 1,1 milhão de toneladas. No acumulado de janeiro a abril, o aumento é de 72% em relação ao planejado para o período, e de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, o que significa 464 mil toneladas a mais nesses primeiros quatro meses. A importação de fertilizantes também superou as expectativas no quadrimestre, com 51% de alta sobre o planejado e 48% a mais em relação ao mesmo período de 2016.

Farmácias - A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que regulamenta o exercício da profissão de auxiliar de farmácias e drogarias. Pelo texto, só poderá exercer a atividade o trabalhador com nível médio completo e curso profissionalizante. Será exigido ainda do funcionário registro na Carteira de Trabalho que comprove o ofício em farmácias e drogarias. O projeto ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Administração - Alunos do curso de Administração de Empresas da Faculdade Pitágoras tiveram a oportunidade de conhecer, sexta-feira (19), as ações de uma das maiores empresas de logística do País, a VLI, com a palestra do supervisor de Infraestrutura do Terminal Portuário São Luís, Adriano Carvalho.









No Feirão do Imóvel, realizado semana passada no Shopping Rio Anil, o empresário Tom Coutinho, diretor da Amorim, e o consultor Sérgio Castor (D), diretor da Imobiliária Masa

Ambev - Pelo segundo ano consecutivo, a Ambev, que no Brasil conta com 32 mil empregados, boa parte deles no Maranhão, ficou entre as dez empresas onde os brasileiros mais sonham em trabalhar, segundo levantamento do LinkedIn. A lista é baseada nas ações dos 500 milhões de usuários da rede social e leva em consideração candidaturas, engajamento e retenção. Para Fabíola Higashi Overrath, diretora de desenvolvimento de gente da indústria isto mostra o quanto a empresa valoriza seus colaboradores.

Agricultura - O ex-secretário de Agricultura Cláudio Azevedo, que já foi presidente também da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem), ao analisar as estimativas de safra para o Maranhão, que terá este ano uma colheita recorde de grãos – mais de 4,8 milhões de toneladas – disse que dois fatores contribuíram para o crescimento: a ampliação dos plantios na região do Baixo Parnaíba e o surgimento de uma nova fronteira agrícola, na região de Buriticupu, onde estão sendo plantados arroz, soja, milho e algodão.

Nenhum comentário: