23 de mai de 2017

Altas taxas de juros inibem empresários de contrair empréstimos, revela pesquisa da CNDL em 27 capitais

GIRO ECONÔMICO

As altas taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras são o principal motivo para os empresários dos ramos do comércio e serviços não buscarem crédito para investir e desenvolver seus negócios. A constatação é de uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com empresários de todos os portes nas 27 capitais. 

De acordo com o levantamento, entre aqueles que nunca recorreram a empréstimos e financiamentos, quatro em cada dez (38%) atribuem a decisão ao fato de considerarem os juros elevados. A burocracia no processo de aprovação de um empréstimo foi citada por 12% dos entrevistados.

Outro motivo é que 44% desses empresários conseguem manter a operação da empresa com recursos próprios. No total, 58% dos varejistas nunca utilizaram, ou ao menos buscaram, crédito na forma de empréstimos ou financiamentos.

Itaqui - O Porto do Itaqui registrou em abril recorde de movimentação de soja para um único mês, com 1,1 milhão de toneladas. No acumulado de janeiro a abril, o aumento é de 72% em relação ao planejado para o período, e de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, o que significa 464 mil toneladas a mais nesses primeiros quatro meses. A importação de fertilizantes também superou as expectativas no quadrimestre, com 51% de alta sobre o planejado e 48% a mais em relação ao mesmo período de 2016.

Farmácias - A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que regulamenta o exercício da profissão de auxiliar de farmácias e drogarias. Pelo texto, só poderá exercer a atividade o trabalhador com nível médio completo e curso profissionalizante. Será exigido ainda do funcionário registro na Carteira de Trabalho que comprove o ofício em farmácias e drogarias. O projeto ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Administração - Alunos do curso de Administração de Empresas da Faculdade Pitágoras tiveram a oportunidade de conhecer, sexta-feira (19), as ações de uma das maiores empresas de logística do País, a VLI, com a palestra do supervisor de Infraestrutura do Terminal Portuário São Luís, Adriano Carvalho.









No Feirão do Imóvel, realizado semana passada no Shopping Rio Anil, o empresário Tom Coutinho, diretor da Amorim, e o consultor Sérgio Castor (D), diretor da Imobiliária Masa

Ambev - Pelo segundo ano consecutivo, a Ambev, que no Brasil conta com 32 mil empregados, boa parte deles no Maranhão, ficou entre as dez empresas onde os brasileiros mais sonham em trabalhar, segundo levantamento do LinkedIn. A lista é baseada nas ações dos 500 milhões de usuários da rede social e leva em consideração candidaturas, engajamento e retenção. Para Fabíola Higashi Overrath, diretora de desenvolvimento de gente da indústria isto mostra o quanto a empresa valoriza seus colaboradores.

Agricultura - O ex-secretário de Agricultura Cláudio Azevedo, que já foi presidente também da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem), ao analisar as estimativas de safra para o Maranhão, que terá este ano uma colheita recorde de grãos – mais de 4,8 milhões de toneladas – disse que dois fatores contribuíram para o crescimento: a ampliação dos plantios na região do Baixo Parnaíba e o surgimento de uma nova fronteira agrícola, na região de Buriticupu, onde estão sendo plantados arroz, soja, milho e algodão.

Nenhum comentário: