8 de mai de 2017

Apesar da "ansiedade" de Lula para ficar cara a cara com Sérgio Moro, seus advogados pedem para adiar audiência

Sempre que discursa para petistas (até no velório de sua esposa, Marisa, que virou comício), o ex-presidente Lula desdenha dos processos que responde na Lava Jato, insulta membros do Ministério Público e do Judiciário (que pode até um dia mandar prendê-los) e manifesta desejo de depor, cuja ansiedade é tamanha que seria capaz de ir a pé até Curitiba (PR) só para ficar frente a frente com seus acusadores e investigadores. Os petistas, claro, deliram com essas declarações, acham graça, batem palmas e pelas redes sociais ecoam as bravatas do "companheiro".

Não se compreende, portanto, porque todas as vezes que está prestes de um encontro entre Lula e Sérgio Moro sua defesa cai em campo para protelar. Nesta segunda-feira, mais uma vez, os advogados do ex-presidente entraram com um pedido de adiamento da audiência de quarta-feira (10), assim como já tinha pedido para dispensá-lo de assistir aos depoimentos das 87 testemunhas por ele arroladas, embora tenha dito que iria morar na capital paranaense só para ouvir todas elas. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Fica a dúvida sobre o que tanto faz o ex-presidente e seus advogados temerem esse encontro, se até pedido de filmagem havia sido feito. Lula, no entanto, vai continuar fazendo sua farra verbal e seus admiradores é que se embriagam.

Nenhum comentário: