12 de mai de 2017

Em entrevista ao UOL, Flávio Dino diz que Grupo Sarney mantém importante agenda na política estadual e do país

Em entrevista concedida ao portal UOL, publicada nesta sexta-feira (12), o governador Flávio Dino (PCdoB), reconheceu que o Grupo Sarney mantém uma importante agenda política no estado e no país, mas observou que seus integrantes manifestam diariamente que têm muitas saudades dos privilégios proporcionados pelo poder.

Indagado sobre uma possível candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) em 2018, quando ele tentará a reeleição, disse que se ela tem vontade, deve disputar, “é bom para o Estado”. Quando perguntado se gostaria de enfrentar Roseana, ele respondeu:

"Eu acho que qualquer resposta que der é inócua. Não sou eu que vou definir. Que é o 'sarneyzismo' nosso maior adversário, não há dúvida. Eles mantêm uma agenda política importante no país e no Estado; têm meios de comunicação, parlamentares. São a principal força política da oposição. E eles têm síndrome de abstinência, têm muita falta das coisas que o poder possibilitava a eles. E manifestam isso diariamente, que têm muitas saudades dos privilégios e vão tentar restabelecer o governo de privilégios, porque era bom para eles".

Na entrevista, o governador fez duras críticas ao presidente Michel Temer, que está completando um ano de governo, defendeu a antecipação da candidatura de Lula a presidente e disse que a Operação Lava Jato tem objetivos políticos, já que promotores e juízes fazem manifestações públicas sobre as investigações.

(Com dados do UOL)

Nenhum comentário: