25 de mai de 2017

Ninguém se salva: JBS teria pago senadores para votarem em Edson Fachin ministro do Supremo Tribunal Federal

O jornalista Ricardo Noblat repercutiu em seu blog desta quinta-feira (25) notícia publicada pelo jornal O Globo, assinada pelo jornalista Jorge Bastos Moreno, segundo qual, o jurista Edson Fachin recebeu ajuda do pessoal da JBS para garantir sua aprovação pelo Senado para ser ministro do Supremo Tribunal Federal. Segundo Noblat, Fachin admite que realmente pediu ajuda “ao pessoal" da empresa de Joasley Batista.

A JBS, como ressalta Noblat, era a empresa com o maior número de parlamentares eleitos. A indicação de Fachin para o STF dependia dos votos de senadores. Ricardo Saud, diretor da JBS, de fato ajudou Fachin a cabalar votos.

"Hoje, Saud é um dos delatores da HBS, e Fachin, o relator da Lava Jato no STF. Seguramente, o ministro nada teve a ver com a sorte grande da JBS na negociação dos termos de sua delação premiada", diz o jornalista.

Nenhum comentário: