23 de jun de 2017

No cronograma para recuperar feiras de São Luís há obras para começar após sucessor de Edivaldo sair da Prefeitura

Atendendo determinação da juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública, Luzia Madeiro Neponucena, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), apresentou um cronograma para recuperar as feiras e mercados de São Luís. Leia reportagem completa em Maranhão Hoje.

Pelos menos oito delas, vão começar somente em 2021, ou seja, após ele sair da Prefeitura, e outras oito em 2025, quando o sucessor do seu sucessor estiver iniciando o mandato.

No relatório apresentado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), a Prefeitura informa que já foram reformados os mercados do Cruzeiro do Anil, Liberdade, Anil, Vila Palmeira e que foi concluída a primeira fase das obras na feira da Cohab-Anil.

De acordo com o cronograma, os serviços de reforma, ampliação e adequação das feiras do Anjo da Guarda, João Paulo, Vicente Fialho, Coroado, Bairro de Fátima, São Francisco e Cohab (2ª fase) estão programados para ocorrer até 2020, último ano da gestão do atual prefeito.

Já os mercados da Vila Bacanga, Cohatrac, Vila Isabel, Macaúba, Tirirical, Ipem/São Cristóvão, Olho d´Água e Angelim as obras previstas para serem realizadas entre 2021 a 2024, isto é, na próxima gestão.

Quanto aos mercados do Anjo da Guarda, Vila Embratel, Santa Cruz, Santo Antônio, Monte Castelo, Forquilha, Bom Jesus e Feira da Praia Grande, as obras devem ser realizada de 2025 a 2028, portanto no governo do sucessor do sucessor de Holandinha.

Nenhum comentário: