10 de jun de 2017

Governo abandona Parque Independência é dá dinheiro para melhorar patrimônio privado ao patrocinar Expoema

Parque Independência está abandonado com seu patrimônio se deteriorando
O Governo do Estado anunciou nesta quinta-feira (08) a liberação de R$ 1,3 milhão para a Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem) montar a 60ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), que deveria ter sido realizada em 2016, em São Luís, e que este ano está sendo levada para Santa Inês. Boa parte desses recursos será para montar a infraestrutura do parque onde ela será montada, e aí vem a grande incoerência, que pode se transformar numa ilegalidade, pois, salvo melhor interpretação, está sendo aplicado dinheiro público na melhoria de um imóvel privado, haja vista ser, o Parque Toca do Vale, onde feira será realizada, propriedade particular e tudo que nele for investido se converterá em benefício para os seus proprietários.

Vale recordar que a Expoema deixou de ser realizada ano passado porque o Estado decidiu rescindir um contrato de comodato que dava à Ascem o direito de gerenciar o Parque Independência, de propriedade do governo, até 2022. O argumento era a urgência para construir habitações populares voltadas para o servidor público estadual, porém até agora nada foi feito e toda a estrutura que por muitos anos serviu para a exposição está se deteriorando e o governo prefere investir na melhoria de um parque privado (concebido para disputas de vaquejadas e shows musicais) a valorizar o que é seu.

Expoema nos bons tempos foi uma das maiores feiras do agronegócio do país
Por muito menos desse valor, o Maranhão estaria com um parque adequado para esse tipo de evento, até porque vigilância e conservação do Independência eram atribuições da Ascem, que se não tivesse interrompido a realização do evento, teria mais facilidades de captar patrocínio privado tanto para a versão de 2016 quanto para a deste ano.

A ideia que passa é que o Governo está confessando uma "mea culpa" pelos estragos criados ao agronegócio, ao turismo, à geração de empregos temporários etc, ao prejudicar o evento por questões menores, já que, segundo interpretação de alguns, a reanexação do Parque Independência ao patrimônio público foi por motivações pessoais, políticas, mas a melhor maneira de se redimir desse erro seria revalidar o comodato com a Ascem, salvar o Parque Independência, e talvez até dar a ele uma melhor destinação.

Feira era utilizada por expositores de todos os segmentos empresariais
Pelas suas dimensões, acomodaria nos prédios nele existentes todos os órgãos do Sistema de Agricultura: Sagrima, Seaf, Agerp, Aged, Iterma etc, e com um pouco mais de compreensão ceder espaços, além da Ascem, para Federação da Agricultura, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Embrapa Cocais, Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaema), Sindicato dos Fiscais Agropecuários (Sinfa), enfim transformar o parque no endereço de todos os órgãos, públicos e privados, que atuam no setor agropecuário e até mesmo de Meio Ambiente, sem falar na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), que poderia usá-lo para experimentos dos cursos de Agronomia, Veterinária, Zootecnia e outros. Salvo melhor interpretação, muito mais vantajoso que torrar dinheiro público em benefício de bem particular.

Talvez alguém do Ministério Público, da Assembleia Legislativa ou do Judiciário concorde com esse ponto de vista e busque desvendar o porquê desse modo de gerenciar o dinheiro público.

A parceria entre Estado e Ascem, ao que tudo indica, não traz também muitos retornos para a entidade, pois ela terá de investir, sem falar nos custos de locação, em algo que não é seu, porque depois de desmontada a Expoema tudo o que será feito vai ficar para Toca do Vale. Se a feira for rentável como imaginam seus organizadores, que já anunciam como a maior da história, servirá para reforçar o caixa, que poderia ficar com saldo maior se não tivesse que destinar boa parte do que captou para melhorar patrimônio alheio.

3 comentários:

Anônimo disse...

Uma improbidade administrativa com lesões ao erário muito clara! Tudo desse governo é dessa forma, com acordos prévios, conchavos, favorecimentos. A pessoalidade desse governo é de estarrecer. O que já foi desperdiçado com essa barbeiragem "do Cuba" em querer acabar com a Expoema no Parque Independência, pra se mostrar demagogicamente que é contra o capital dos endinheirados pecuaristas do Maranhão, não está escrito. Uma simples licitação pra construir apartamentos no local da Expoema para servidores estaduais eles não conseguiram realizar dentro da lei??? Uma vez que já vai completar um ano agora em julho que eles tentam realizar(direcionar) a licitação e não conseguem.Recentemente o juiz federal Madeira suspendeu a licitação por suspeita de favorecimento a empresa Amorim Coutinho, de familiares do padrinho político de Flávio Dino, Humberto Coutinho. Eita esculhambação!!!

Anônimo disse...

Quanta bobagem em uma matéria só!!! O nobre Jornalista não sabendo mais como desqualificar o atual Governo, resolve escrever besteiras para os poucos leitores que ainda restam, como Eu!!

A quantos anos a EXPOEMA já não era a mesma nos governos passados?

Palco de brigas entre gangs e marginais, afastaram as famílias que lotavam em outras épocas!!!

Qual rebanho da capital e o custo com logística para transporte dos animais???

A EXPOEMA como o próprio nome já diz é do Maranhão e como tal deve ser intinerante, fortalecendo os municípios e pecuaristas. Essa conversa fiada de Turismo na EXPOEMA é conversa pra boi dormir ou quem apenas que atacar o governo

Anônimo disse...

Aquiles, toda vez que o governo da mudança é flagrado em ilegalidades, aparece logo os tartufos de plantão e os beneficiários das falcatruas, tentando relativizar as maracutaias, dizendo que falta a prova da denúncia, pra apresentar documentos etc.Muito manjado esse "modus operandi" dessa turma. Aproveite e mostre logo para os seus leitores o contrato com o flagrante crime e aproveite também pra mostrar a decisão do juíz federal José Carlos Madeira, suspendendo a licitação milionária pra construção de apartamentos na área do Parque Independência que iam direcionar pra Amorim Coutinho. Um baita de um escândalo!!!

Para esses capachos dos ratos do Palácio, o "Cuba" vai estar indo preso por envolvimento até o pescoço com empresas implicadas na Lava Jato, e eles estarão contestando e pedindo provas e docunentos pra ser apresentadas!!! Kkkkkkkkkkkkk