3 de jun de 2017

Impressionante como governador Flávio Dino não manifesta indignação com roubo do dinheiro na Saúde

Antônio Aragão (camisa xadrez), entre o prefeito Magno Bacelar, o deputado
Levy Pontes, o governador Flávio Dino e o secretário de Saúde, Carlos Lula, na
inauguração da UPA de Chapadinha, para onde deveria ir dinheiro que desviou
Impressiona como até o momento o governador Flávio Dino (PCdoB), um homem capaz de se indignar sempre que toma conhecimento sobre quaisquer desvios de conduta dos seus adversários políticos, ainda não tenha vindo a público manifestar revolta com as descobertas da Polícia Federal sobre o destino de milhões de reais que seriam para garantir serviços de saúde ao povo maranhense, mas que estariam servindo para atender interesses de políticos.

Dinheiro saído da sua Secretaria de Saúde, que ele tanto fiscaliza para encontrar falhas do ex-secretário Ricardo Murad, mas ainda não percebeu que coisas iguais ou piores ali continuam acontecendo.

Sequer um repúdio ou uma ameaça de rompimento de contrato com o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), responsável pelos desvios dessa dinheirama e que é presidido por Antônio Aragão, que controla também o Partido Social Democrata Cristão (PSDC), foi manifestada por Sua Excelência, apesar de terem sido torrados mais de R$ 18 milhões. Quantos sofrimentos seriam aliviados com esse montante se agora o Maranhão realmente tivesse "saúde de verdade"?

Esse dinheiro seria para garantir serviços de saúde a pessoas pobres, gente que recorre ao Hospital Regional de Carutapera, Hospital Geral de Barreirinhas, Hospital Aquiles Lisboa (especializado em tratamento de hanseníase) em São Luís, Hospital de Paulino Neves, AME Barra do Corda, AME Imperatriz e a UPA de Chapadinha, mas está em contas de políticos. O governador aceitará apoio de algum deles para se reeleger? E se tiver algum aliado, romperá? 

Quanta insanidade dos ladrões do dinheiro, mas nenhuma indignação do governador. Por que será?

Nenhum comentário: