20 de jun de 2017

João Alberto interrompe licença, volta ao Senado e já fala no julgamento de Aécio na Comissão de Ética

Demorou menos de uma semana a licença do senador João Alberto (`MDB), que seria de 15 dias. Nesta terça-feira (20) ele apareceu em plenário, presidiu a sessão e falou sobre o principal desafio que tem nos próximos dias: o julgamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que ele preside.

Segundo João Alberto, até a próxima segunda-feira (26) terá uma decisão sobre a admissibilidade da representação contra o senador afastado por decisão judicial. A representação, que pede abertura de processo por quebra de decoro contra Aécio, foi apresentada em maio pela Rede e pelo PSOL e foi recebida nesta segunda-feira (19) por João Alberto.

De acordo com o regimento, o presidente do Conselho tem até cinco dias úteis para analisar o documento. O prazo coincidirá com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que a partir desta terça-feira (20) vai analisar duas ações relacionadas ao senador afastado, sendo que uma delas refere-se a um pedido de prisão.

"Recebi hoje a representação contra o Aécio e eu tenho até segunda-feira [26] para dar um veredito. Não necessariamente usarei todo o prazo. Eu, inclusive, quero ler hoje o processo", disse João Alberto.

Nenhum comentário: