2 de jun de 2017

Prefeituras precisam preparar suas máquinas de arrecadação para recolher o ISS do cartão de crédito

GIRO ECONÔMICO

Imagine quantas transações são feitas por dia no Maranhão com pagamento via cartão de crédito. Até mesmo nas pequenas cidades isto ocorre frequentemente em postos de combustíveis, restaurantes, supermercados, pousadas etc e por este serviço, as operadoras de Visa, Master Card, Elo, Dines, CrediShop etc são obrigadas a recolher ISS aos cofres municipais, mas todo esse volume de tributos é direcionado para as cidades onde suas sedes estão estabelecidas (a maioria em São Paulo). 

Com a mudança feita terça-feira (30) no Congresso Nacional, que derrubou um veto presidencial, o dinheiro passará a ser da prefeitura onde reside o titular do cartão, ou seja, mais de R$ 6 bilhões serão distribuídos entre os municípios Brasil a fora, como estima o deputado José Reinaldo Tavares, um dos que votaram pela mudança da regra

Infelizmente muitas prefeituras maranhenses não têm controle dessa movimentação, por falta de estrutura fazendária e vão continuar sem ver a cor desse dinheiro, pois é mais fácil ficar dependente de transferências estaduais e federais do que criar receita própria.

Dívida - A diretora da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) no Maranhão, Ana Cristina Feitosa, opina sobre a melhor aplicação para o dinheiro das contas inativas do FGTS: pagar dívidas, se possível financiamento de imóveis. “Nenhuma aplicação acompanha os juros, multas e correção monetária aplicados a débitos vencidos. Em alguns casos o devedor corre risco até de perder o bem objeto da dívida, caso de imóveis financiados e/ou com dívidas com IPTU e condomínios”, opina.

Construção - O setor de construção civil começa a dar a sinais de que se encontra em recuperação no estado, tanto nas sondagens da Federação das Indústrias (Fiema) quanto no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No último índice sobre desempenho da indústria, este foi o setor que mostrou melhor resultado, e nos dados sobre geração de empregos, depois de passar vários meses como o campeão em desativar postos de trabalho no Maranhão passou a aparecer como um dos que têm saldo positivo.

Expoimp - A região tocantina começa a se preparar para a movimentação em seus municípios com a realização da Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp), que depois da extinção da Expoema, passou a ser maior do estado. O evento é um dos que mais fomentam o turismo de negócios.


Elas são as responsáveis pelo grande salto de movimentação dado pelo Pátio Norte Shopping: Daniele Barros (E), superintendente, e Gisa Marques, gerente de marketing




Fiscalização - Fiscais da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vão visitar, a partir desta semana, 90 armazéns públicos e privados em Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Distrito Federal. O objetivo é vistoriar 127 mil toneladas de café, milho, arroz, trigo, farinha de mandioca e produtos industrializados a fim de verificar condições de armazenagem, conservação e quantidade armazenada.

Turismo - O Ministério do Turismo vai intensificar a divulgação dos festejos juninos identificados em seu calendário de eventos, a fim de estimular visitação aos estados onde são realizados, em 2017 e nos próximos anos, tanto por turistas nacionais quanto internacionais. Do Nordeste, foram cadastrados 38, sendo 16 na Bahia, seis na Paraíba, quatro no Ceará, três no Piauí e no Rio Grande do Norte, dois em Sergipe e Pernambuco e um no Maranhão (São João de Todos Nós) e em Alagoas.

Nenhum comentário: