5 de jun de 2017

Thiago Diaz antecipa o debate sobre sucessão na OAB-MA ao anunciar que vai ser candidato na eleição de 2018

Em entrevista à edição de número 50 da revista Maranhão Hoje, que está nas bancas desde a segunda quinzena de maio, o presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Thiago Diaz, antecipa o debate sobre a eleição do próximo ano na entidade, ao afirmar que será candidato.

Ele ainda não sabe se à reeleição, conselheiro federal ou a outro cargo. Segundo ele, na "a única mosca que mordeu foi a do OAB e estou encantado pelo trabalho que nela se realiza".

Na entrevista, ele é indagado por que sempre se associa o trabalho do dirigente da Ordem com pretensões políticas, e ele diz que é pela visibilidade que o cargo dá.

Segue o trecho da entrevista:

Por que sempre se relaciona a atuação do presidente da OAB com preparação de terreno para uma eleição por cargos políticos?

- Acho que pela dimensão de atuação da Ordem, que está sempre junto à sociedade em questões de extrema importância, de extrema relevância. A OAB defende direitos humanos, defende saúde de qualidade, presta orientação jurídica à comunidade, defende a diminuição da carga tributária, tudo isso leva a gestão da OAB a um grande patamar de reconhecimento público, e por isso muito interpretam dessa forma.

O senhor tem essa pretensão?

- Eu sempre gostei muito de política, mas a única eleição de que participei foi essa da OAB. A única mosca que mordeu foi a do OAB e estou encantado pelo trabalho que nela se realiza. Provavelmente em 2018 estarei disputando algum cargo, mas ainda não sei se de presidente ou outro, ou seja, a eleição de que vou participar é a da OAB.

Nenhum comentário: