11 de jun de 2017

Todos em defesa do Uber e o taxista fica em desvantagem pelas obrigações que lhe são impostas pelo poder público

GIRO ECONÔMICO

Virou quase unanimidade a defesa do aplicativo Uber, e quem o defende parece estar contra os velhos taxis, o que nem sempre é verdade, porém quando a defesa se enfatiza pela comparação de preços entre as duas modalidades algumas verdades não vêm à tona e coloca os taxistas numa situação constrangedora. Quando se compara, por exemplo, uma corrida de taxi, do aeroporto ao Centro, com o preço cobrado pelo Uber, muitos esquecem a taxa que a cooperativa de taxistas tem que pagar para Infraero (o mesmo se aplica na Estação Rodoviária) e o impedimento do motorista de pegar passageiro na volta, a menos que tenha sido chamado, e isto não se aplica ao Uber. 

Os táxis também são submetidos a inspeções (pagas) do Inemtro, da SMTT e outros órgãos, enquanto os carros de Uber não, sem falar no controle da tarifa (bandeirada) pelo poder público.

Se a concorrência regula o mercado, então que se dispense um lado de exigências que não são cobradas do outro, pois assim a disputa é desleal. Que Ministério Público, Defensoria, Assembleia, Câmara etc não advoguem só para o aplicativo norte-americano, mas ajudem o taxi ser menos controlado, para a concorrência regular o mercado.

Itaqui - Quarta-feira (14), o sistema portuário maranhense vai estar em debate na Associação Comercial do Maranhão, que programou um Encontro de Negócios para debater com a diretoria da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e mais 17 operadores do transporte marítimo os negócios proporcionados pela movimentação de cargas no Itaqui, Ponta da Madeira e Porto da Alumar e as perspectivas para este ano a fim de manter o Maranhão como um dos maiores nessa modalidade de transporte.

Pecuária - Pecuaristas que têm propriedades às margens das BRs 316 e 222, próximas a Santa Inês, começam a se preparar para receber em suas próprias fazendas visitantes da 60ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), a ser realizada de 02 a 09 de setembro. Devido à curta distância do evento, alguns vão montar estruturas próprias para leilões, vendas diretas e mini exposições com participação de parceiros comerciais, ou seja, os negócios vão extrapolar os limites do Parque Toca do Vale.

Feira - Neste domingo, a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento ocupará a Praça Benedito Leite com uma feira em que estarão sendo comercializados produtos agrícolas, obras de artes, comida típica etc.








Ivanilde Sampaio da Silva, que foi reconduzida à presidência do Sindicato do Comércio Varejista de Feirantes de São Luís (Sindifeirantes), com José Ahirton Lopes, que, além de diretor do Senac, é consultor jurídico da Federal do Comércio do Maranhão


Memórias - No encontro com pecuaristas, quinta-feira (08), quando assinou convênio com a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) para implantação do Pró Genética e anunciou patrocínio da 60ª Expoema, o governador Flávio Dino (PCdoB) revelou que está preparando um livro de memórias sobre sua passagem pelo Palácio dos Leões. Um dos capítulos será dedicado à inserção do Maranhão no mercado de exportação de bois vivos pelo Porto do Itaqui, que começou em 2016 e deve ser retomado em breve.

Frente - A Frente Parlamentar das Micro e Pequenas Empresas (FPMP), lançada sexta-feira (09) pela Assembleia Legislativa, tem como um dos principais desafios atuar junto às prefeituras municipais a fim de que serem oportunizados mais negócios a esse segmento, pelas compras governamentais, para reformas de imóveis e mobiliários, fornecimento de merenda escolar e material de expediente, atividades de turismo e outros, que possam gerar empregos e tirar a população da dependência do serviço público.

Nenhum comentário: