24 de jul de 2017

Exoneração de Helena Duailibe por Edivaldo Holanda é recebida com surpresa e gera muita especulação política

A médica Helena Duailibe (foto), exonerada da Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira (24) pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), fechou-se em silêncio desde o anúncio oficial da Prefeitura Municipal de que a partir desta terça-feira (25) o cargo passará a ser ocupado pelo empresário Lula Fylho, que vinha exercendo o cargo de secretário de Governo.

A mudança na equipe de Edivaldo Holanda cria uma grande especulação política. Afinal de contas, a ex-secretária foi, enquanto vereadora, uma das maiores defensoras do prefeito na Câmara de São Luís, apesar de filiada ao PMDB, e optou por ficar no cargo até o fim do mandato, lançando em seu lugar, o marido, Afonso Manoel, que tem sido também um dos maiores defensores do prefeito no parlamento municipal.

A grande dúvida é saber qual será o destino do casal, pois ainda não ficou claro em que circunstâncias se deu a troca de secretário e se será motivo que pode forçá-lo a ir para o campo da oposição. Caso isto ocorra, Edivaldo perderá mais um nome na bancada governista da Câmara e isto trazer sérias consequências para a eleição do próximo ano, quando apoiará o projeto de reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), já que Helena e Afonso exercem forte influência junto ao segmento religioso da Igreja Católica e atuam em várias comunidades da Ilha e do interior do estado.

Nenhum comentário: