9 de jul de 2017

Ministério da Agricultura faz pesquisa para verificar qualidade de vacinas usadas no combate à febre aftosa

GIRO ECONÔMICO

O Ministério da Agricultura vai realizar “testes cegos” com vacinas contra a febre aftosa aplicadas em bovinos, já que são apontadas como responsáveis pela formação dos abscessos – inflamação em cavidades formadas nos tecidos – detectados por autoridades sanitárias dos Estados Unidos e que levaram à suspensão da importação da carne brasileira in natura.

De acordo com o ministro Blario Maggi, o teste foi proposto pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Na última terça-feira (04), os frigoríficos brasileiros foram orientados para que carnes in natura de cortes dianteiros a serem exportadas aos Estados Unidos sigam apenas na forma de recortes, cubos, iscas ou tiras. Segundo nota divulgada pela pasta, a medida visa a facilitar as negociações para retomar as vendas para aquele mercado. Em junho, os Estados Unidos suspenderam a importação de carne fresca do Brasil.

A intenção do teste das vacinas é detectar as marcas e as localidades em que os problemas, decorrentes da vacinação, estão mais presentes. "Estamos fazendo um mapeamento dos frigoríficos e das nossas superintendências para saber onde tem mais problema ou não, a marca da vacina”, completou o ministro.

Certificação - Sete empresas de Imperatriz e Açailândia foram certificadas pelo Programa de Certificação de Empresas (Procem) por atenderem requisitos de gestão exigidos pelas grandes compradoras no estado: Consórcio Alumar, Companhia Energética do Maranhão (Cemar), Eneva, Solar (Coca-Cola) e Vale. São elas: Átala Colchões, MAC Projetos e Construções, DiFarda, Metalpar Indústria Metalúrgica, Vale das Carretas Serviços e Comércio de Autopeças, Macro Soluções e Ciole & Rocha – Matriz Esporte.

Presidência - O senador Roberto Rocha (PSB), que tem sido um dos maiores apoiadores do presidente Michel Temer no Congresso Nacional, estranha as movimentações dos últimos dias em que PSDB e outros partidos começaram a pregar abertamente uma alternância na Presidência da República. Para ele vai ser muito complicado para o Brasil ter três presidentes no intervalo de tempo que compreende um mandato de quatro anos, portanto acha que o mais sensato neste momento seria a manutenção do presidente.

Turismo - Radicado em São Paulo desde o ano passado, Guilherme Marques, da Glacymar Turismo, recebeu proposta de uma operadora de Orlando (EUA) para representá-la no Brasil a fim de mandar turistas norte-americanos para cá e receber turistas brasileiros na terra do Tio Sam.





Na comemoração dos seus 70 anos, nesta sexta-feira (08), no MBIO, o empresário Jeová Barbosa de Oliveira, da Jeová Engenharia, e a esposa, Maria da Graça, ladeados pelo senador Roberto Rocha e Ana Cristina



Expoimp - Aberta oficialmente neste sábado (08), tem prosseguimento até o próximo domingo (16) a Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp), que atualmente é o maior evento do mercado agropecuário maranhense. Ao longo da semana, centenas de pessoas de várias partes do Maranhão e de outros estados estarão se deslocando para a região tocantina em busca de bons negócios e de diversão e acabam gerando movimentação extra em hotéis, restaurantes, transporte, comércio em geral etc da cidade. 

Siderurgia - Uma nova frente parlamentar em defesa da iniciativa privada deve ser criada na Assembleia Legislativa, voltada para o segmento siderúrgico, por iniciativa do deputado Sérgio Vieira (PEN), que coordenou audiência pública em Açailândia com atores do setor: empresários, trabalhadores e gestores públicos. Como resultado desse debate, a Vale e a Caixa Econômica Federal vão traçar uma ação com vistas ao financiamento de casas a moradores do Distrito Industrial de Pequiá afetados pela poluição das guserias.

Nenhum comentário: