5 de jul de 2017

Ney Bello autografa sexta-feira, no Espaço Cultural MEI do São Luís Shopping, Tusilata, primeiro livro de contos

O juiz federal Ney Bello Filho, que é membro da Academia Maranhense de Letras, autografa, sexta-feira (07), no Espaço Cultural Amei, no São Luís Shopping Center, o Tusitala, que é um coetânea de nove contos.

O título é uma homenagem ao escritor Robert Louis Stevenson, autor , dentre outros, de A Ilha do Tesouro, Raptado e O Médico e o Monstro, que recebeu este apelido dos habitantes da ilha dos mares do sul onde passou a residir por ordens médicas. “Tusitala é contador de histórias populares, como aqui os são os cordelistas”, explica Ney Bello.

Os nove contos que o compõem foram escritos em diversos locais e em épocas diferentes, geralmente partindo da observação de um detalhe do cotidiano, sejam dois desconhecidos conversando em um café, como em “Outra vida em Paris”, uma forma de entretenimento sui generis como em “O boa-hora” ou mesmo uma tradição há muito perdida, como em “Sob o olhar da grande mesquita”. 

O que se lê como resultado é uma prosa leve e certeira voltada para uma ampla gama de leitores, “é apenas um livro de contos que pretende divertir, contar histórias, e nada mais!”, explica Bello na introdução de Tusitala.
A edição contou com projeto gráfico do escritor Bruno Azevêdo e ilustrações do paulista Caeto Melo, que deu às histórias um tom forte em preto sem meios tons, construindo dinamismo às cenas construídas nos 9 contos.

Nenhum comentário: